CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

10 séries imperdíveis para assistir na Apple TV+

Do drama à ficção científica, essas produções originais Apple são uma ótima companhia para os dias frios

Por Paula Jacob Atualizado em 20 Maio 2022, 13h17 - Publicado em 21 Maio 2022, 08h25

Tem dias que a gente só precisa de uma série boa (boa mesmo) para refrescar a cabeça com histórias intrigantes e novas referências. Se você é do drama familiar, do drama internacional, do terror psicológico, da comédia levinha, do baseado-em-fatos-reais, não importa: sempre tem alguma coisa disponível para te entreter. Por isso, selecionamos 10 séries imperdíveis para ver na Apple TV+ que garantem uma imersão narrativa e com qualidade estética. Vem cá:

The Morning Show

Jennifer Aniston, Reese Witherspoon, Steve Carell e grande elenco estrelam esse drama atual sobre assédio, cancelamento e hierarquias segregativas. O programa de TV matinal que dá nome à série é palco das relações interpessoais dos que ali trabalham, dia e noite, horas a fio, para garantir o melhor da notícia e do entretenimento nas manhãs dos norte-americanos. O que parece ser a melhor das relações na tela e fora delas, na verdade, esconde segredos e comportamentos prejudiciais para outros membros da equipe. Com um aceno ao famoso julgamento de Harvey Weinstein, The Morning Show executa com maestria a discussão sobre predadores sexuais, seres humanos complexos e interesses para além do primeiro julgamento. Sem contar a atuação brilhante de todos os atores para fazer essa ópera grandiosa acontecer com muito drama e toques de ironia.

Ruptura

A série que deu o que falar desde o seu lançamento foi criada por Dan Erickson, produzida e dirigida por Ben Stiller. Adam Scott é Mark Scout, líder de uma equipe na Lumon Industries em que os funcionários tiveram as memórias divididas em cirurgia entre vida profissional e vida pessoal. A ideia inicial do projeto certamente questionável era alcançar em algum lugar aquele ~equilíbrio entre o trabalho e a vida fora dele. A premissa bastante ousada brinca com os mistérios da mente para trazer reflexões sobre verdade, responsabilidades e mais.

A Serpente de Essex

A Serpente de Essex
Apple/Divulgação

A mais recente produção do streaming é baseada no livro homônimo de Sarah Perry (Intrínseca), tido como um dos romances mais importantes da última década pelo The Sunday Times. A história acompanha a viúva Cora Seaborne (Claire Danes) que, ao chegar em Essex vinda de Londres, se depara com uma comuna de moradores espantados por uma tal de cobra mítica. Ali, eles acreditam que ela é capaz de trazer malefícios para quem ousa cruzar os limites de seus trajetos. Ao lado do vigário da cidade, Will Ransome (Tom Hiddleston), ela tenta investigar o caso sem muita crença. Porém, quando uma tragédia acontece, ela é vista como culpada. 

WeCrashed

WeCrashed
Apple TV+/Divulgação

Talvez você tenha passado batido pelo pôster dessa série porque os atores estão quase irreconhecíveis. Talvez. Bom, mas Jared Leto e Anne Hathaway formam a dupla criadora do WeWork, empresa que cresceu exponencialmente desde a sua fundação e chegou a ser avaliada em 47 bilhões de dólares. Entre problemas emocionais, afetivos e éticos, esses dois conseguiram ir do céu ao inferno algumas vezes – e perderam 40 bilhões no caminho. O roteiro é baseado em fatos reais, o que deixa tudo ainda mais envolvente.

Iluminadas

Outra produção original da Apple TV+ que saiu direto das páginas de um best-seller: Iluminadas (Intrínseca), de Lauren Beukes. Com Elisabeth Moss e Wagner Moura (sim!!!) nos papéis principais, esse suspense psicológico investiga as ações de um serial killer que, possivelmente, tem ligação com as agressões sofridas pela protagonista, Kirby Mazrachi, ainda na infância. Atordoada desde então pela sua quase morte, ela decide ir atrás de respostas. Para tanto, aciona o repórter veterano Dan Velazquez que cobriu seu caso anos antes. Juntos eles embarcam em uma viagem de tempo-espaço-dor para recolher respostas, mesmo que etéreas, sobre os acontecimentos.

Continua após a publicidade

Ted Lasso

Ted Lasso
Apple TV+/Divulgação

Saindo um pouco da esfera dramática e sombria, dê um play sem medo nesta comédia-para-qualquer-hora. Com episódios de pouco mais de 30 minutos, a premiada Ted Lasso mergulha nas convivências de uma equipe técnica de um time de futebol inglês fora da série A. Ali, os desafios encontrados pelo protagonista (Jason Sudeikis) para além dos estrangeirismos culturais (ele é do Texas) ganham um tom de lições morais fofas. A série ainda aborda com muita delicadeza luto, perdas, feminismo, racismo e xenofobia. O futebol é zero o foco aqui, caso isso tenha sido algum impeditivo para você dar uma chance a ela antes.

Fundação

Fundação
Apple/Divulgação

Os amantes da ficção científica (olá!) já sabem do que se trata. E mesmo que você nunca tenha lido os livros de Isaac Asimov, mas curte a vibe futuros distópicos, teorias matemáticas que podem salvar as estruturas sociais intergaláticas, vem cá rapidinho. A série – que já tem várias temporadas confirmadas – traz um novo olhar para os clássicos Fundação (publicados lindamente pela Editora Aleph), com intersecções contemporâneas importantes. 

Pachinko

Vamos de drama? Então, vamos! Esse aqui nasceu das belas palavras da autora coreana Min Jin Lee, que, em três momentos, trouxe um romance sobre ancestralidade e luta de imigrantes coreanos dentro de um contexto familiar. As gerações diferentes são atravessadas não só pela condição de origem, mas também pelas decisões de vida da matriarca. Entre Coreia, Japão e Estados Unidos, a intimidade desses personagens traçam caminhos épicos sobre amor, guerra, perdas e acerto de contas.

Little America

Little America
Apple TV+/Divulgação

Ainda na onda de histórias imigrantes, corte seco para essa preciosidade no catálogo do streaming. O roteiro é inspirado nas histórias reais uma vez publicadas pela Epic Magazine, que trazem amor, paixão, tristeza, revolta, comédia, honestidade e inspiração para a audiência. Num contexto estadunidense de tamanha polarização a respeito dos direitos dos imigrantes, Little America se torna uma potente reflexão sobre sociedade e oportunidades.

Servant

Servant
Apple TV+/Divulgação

Para fechar a lista com aquele gostinho de terror-psicológico-socorro-o-que-eu-tô-assistindo, nada melhor do que uma produção conduzida por M. Night Shyamalan. Após uma tragédia pouco comentada entre os personagens, um casal na Filadélfia precisa lidar com o luto pela perda de um filho. Desesperados para fazer a dor passar, eles “cuidam” de um boneco-bebê hiper realista que tem até uma babá, veja. A introdução dessa persona estranha na casa traz acontecimentos misteriosos sobre a origem dessa ajudante e suas ações no mundo.

Continua após a publicidade

Publicidade