Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Anne Hathaway não era 1ª opção para “O Diabo Veste Prada” (e nem a 2ª)

Ao contrário do que parece, a atriz ocupava a nona posição na lista de escolhidas para interpretar o papel

Por Da Redação 22 fev 2021, 15h54

Para quem já assistiu o filme “O Diabo Veste Prada“, é impossível não se apaixonar pela incrível interpretação de Anne Hathaway como Andy Sachs. Apesar de ser improvável imaginar outra pessoa no papel, a atriz de 38 anos, que teve sua carreira consolidada após o filme, não era a primeira opção para a personagem.  Pelo contrário, Anne era a nona da lista.

A estrela relevou a informação no programa RuPaul’s Drag Race e disse que lutou com unhas e dentes para garantir o papel da assistente de Miranda Priestly, interpretada por Meryl Streep.

“Vou te dar um pouco de chá: eu fui a nona escolha para O Diabo Veste Prada”, relevou a atriz. “Mas eu entendi! Aguente firme, nunca desista”, completou.

De forma cômica, Anne também revelou que escreveu “contrate-me” na areia de uma planta que pertencia a um dos executivos do filme.

Mas afinal, quem além de Anne Hathaway concorria ao papel?

Uma das concorrentes de Anne, que ocupou a primeira posição na lista de escolhar para o papel, era Rachel McAdams, a nossa eterna Regina George, a abelha rainha em Meninas Malvadas. No entanto, a atriz não assumiu o papel por escolha própria. Isso mesmo, Rachel recusou o papel, mas justificou o motivo da recusa à revista Elle US em 2007, dizendo que simplesmente não estava apaixonada pelo papel de Andy Sachs e que não queria fazer um filme apenas por fazê-lo.

Outras atrizes que fizeram teste para o papel foram Claire Danes, estrela da série Homeland, e a atriz e cantora Juliette Lewis.

Apesar dos fatos curiosos, o que importa mesmo é que o papel, conquistado por Anne, foi eternizado pela atriz, e ela parece sempre ter sido a primeira escolha dos diretores.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade