CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Publicidade
Kika Gama Lobo Por Atitude 50 Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam
Com a crise financeira e a abertura da sociedade para novos rearranjos afetivos, há uma nova brecha para viver o seu amor na maturidade
Lembranças em cascata e avalanches de passados me invadiram feito fantasmas insolentes
Ailton Krenak fala de aprender a ouvir, a amar, a extasiar, e da convivência com outros seres – a maior parte deles invisíveis
Com o debate em torno das `fraquezas ‘positivas e desconstruções de mitos de gênero, avançamos
Caso, chocante e perturbador, me levou para o lugar de fragilidade de todas nós mulheres
Vejo muita sobra pelo caminho, mas há algum rastro de acerto
Não necessito ser advogada para saber que há muita vilania rolando solta por aí
Os gays maduros estão tomando coragem e despedindo-se de seus tabus sexuais
Dizem que se não sentimos o peso do meio século de vida, sexagenar dói
Precisamos de pés no chão. A elegância com equilíbrio
Nessa de voltar pra mim, dou de ombros para o que sempre experimentei e me renovo na esperança de uma Kika melhor
Pé na estrada e olhos abertos, que não estamos mortas, só diferentes
E vai rolar a festa, vai rolar.... Como ou sem o povo do gueto da patrulha do anti-envelhecimento
Acostumados a um uisquinho no fim do dia ou a uma taça de vinho na cena social, essa birita dobrou de tamanho dentro de casa
Entre filhos jovens adultos e pais demenciados, cuidados de todos, mas não somos cuidadas por ninguém
"Machos sempre tiveram privilégio, mas observo que estão caminhando em passos lentos em relação à nossa nova velocidade", reflete a colunista
Pelancas, cicatrizes, banha, sim, com a liberdade de poder desfilar seu equipamento no sambódromo da vida
Continuo a acreditar que vai dar certo e, se a passagem é o caminho, preciso aprender a ser feliz durante o processo
Fico pensando o que leva uma sociedade a tratar o “ comedor” como herói
Pensei nas mil vezes em que eu quis esbofetear a cara alheia. Hoje, dou de ombros
Publicidade