Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade
Imagem Blog

Papo com Bella

Apesar de celebrar as conquistas, devemos refletir sobre as lutas
Compreender a maneira pela qual a sociedade percebe as mulheres vítimas de violências é quebrar paradigmas e transformar o meio
Falar sobre o Samhain, Dia das Bruxas ou Halloween é refletir sobre a história das mulheres e uma perseguição histórica que é pouco compreendida
A Lei Maria da Penha vem provocando verdadeira transformação social desde a sua criação
É claro que não é possível dar conta de tudo, mas a sensação que paira sobre nós, mulheres, ao distorcidamente sentir que “falhamos”, é cruel
O sistema de justiça não é espaço feito e pensado para nós. Nossas existências não são bem-vindas lá
Não há discurso “empoderador” com a imposição da adequação a regras que limitam a nossa própria existência
É inadiável que as mulheres trabalhem profundamente para conquistar a liberdade de gozar de uma habilidade preciosíssima, a autonomia emocional
pexels-tom-swinnen-934718

A coragem de ser imperfeita

Papo com Bella Por
Papo com Bella
Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Meu grande pacto comigo mesma é nunca esquecer da trajetória
Leis nacionais criaram um sistema vanguardista, preparado para combater e prevenir as violências praticadas em razão do gênero. Mas seguimos falhando
Publicidade
A presença feminina em espaços de destaque sempre foi tolhida. Agora, temos a chance de começar a mudar essa história
A perseguição obsessiva é crime mas, apesar disso, muitos homens seguem importunando mulheres com a finalidade de coagi-las
Pornô de vingança é crime e atinge principalmente mulheres entre 17 e 25 anos
A cultura do estupro que assola nossa sociedade e as consequentes objetificação e desumanização das mulheres
Reflexões sobre a proprietização das mulheres
Heart shape forming between couple online dating

Amor em tempos digitais

Papo com Bella Por
Papo com Bella
Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Vínculos líquidos podem ser esconderijos fáceis para as cotidianas fugas dos encontros com os nossos próprios espelhos
Sobrevivi à violência doméstica. E agora? Acolhimento e escuta empática são fundamentais, assim como não reduzir a existência da mulher à agressão sofrida
Continua após publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.