100 dúvidas sobre cabelo respondidas

Selecionamos as maiores dúvidas sobre coloração, corte, penteado, tipos de fio e cuidados básicos para você não esquentar mais a cabeça.

Precisa mesmo lavar o cabelo todos os dias? Cabelos crespos precisam mais de hidratação que os lisos? Como lidar com raiz oleosa e pontas secas? São muitas as dúvidas quando o assunto é cabelo. Afinal, ele é a moldura do rosto e mantê-lo bem cuidado, além de diversificá-lo sempre que possível, pode ser poderoso para a autoestima.

Pensando nisso, conversamos com especialistas para responder 100 dúvidas essenciais sobre o tema – incluindo as mais pesquisadas no Google. Depois dessa lista, você vai se sentir muito mais segura para tomar qualquer decisão em relação ao seus fios.

Tipo de fio

 (Alfimimnill/ThinkStock)

1. Qual a diferença entre fio seco e fio ressecado?

O fio seco é naturalmente assim – ou porque existe pouca oleosidade no couro cabeludo para cobrir comprimento e pontas ou porque ela não chega às extremidades (às vezes devido à textura do fio, como no caso dos cacheados). Já o fio ressecado, está assim. Essa é uma condição temporária por causa de exposição excessiva ao sol, à água salgada, a ferramentas térmicas.

Leia também: Saiba como e quando hidratar seus fios

2. Como recuperar fios danificados?

O primeiro passo é descobrir qual o dano. Fios ressecados precisam de hidratação. Fios descoloridos pedem tratamento de reconstrução intercalado com hidratações. Fios com pontas duplas só serão recuperados depois de um corte.

3. O que fazer com o cabelo oleoso?

(entre as mais pesquisadas no Google)

É importante lavar o cabelo todos os dias com shampoo específico para esse tipo de fio. E também aplicar condicionador específico, mais leve, para fechar as cutículas. Shampoo seco pode ajudar a manter as raízes soltas e com movimento.

Leia mais: O guia do cabelo oleoso: como tratar os fios 

4. Como lidar com raiz oleosa e pontas secas?

Nesse caso, o ideal é usar um shampoo transparente – mais neutro – na raiz e outro, mais hidratante (e provavelmente de tom perolado), no comprimento e pontas.

5. É verdade que arrancar um fio de cabelo faz crescer mais?

Não. Mas vai maltratando o bulbo capilar e com o tempo, você pode começar a perder fios. Em outras palavras, em vez de ter cabelos brancos, você vai ter menos fios de cabelo.

Cuidados básicos

 (Jacob Wackerhausen/ThinkStock)

 6. Qual a frequência de lavagem ideal?

Estudos científicos indicam que a frequência de lavagem, para evitar queda de cabelo, deve ser diária.

Leia mais: O passo a passo para lavar seus cabelos da maneira correta

7. Qual a temperatura ideal para lavar os fios?

Morna. A água quente estimula as glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade no couro cabeludo, e a fria não elimina adequadamente a gordura dos fios.

8. Quanto tempo deve demorar o banho?

Especialistas indicam que 6 minutos são suficientes para lavar o cabelo duas vezes e aplicar condicionador: três minutos devem ser dedicados à lavagem do couro cabeludo (um minuto e meio de contato para fazer a lavagem e enxágue para cada aplicação de shampoo), e os outros três minutos para a aplicação de máscara ou condicionador. 

9. Qual a frequência ideal para usar shampoo anti-resíduos?

Uma vez a cada 15 dias é uma boa medida. Caso use muitos finalizadores, talvez precise usá-lo semanalmente. E, se tiver fios coloridos, melhor levar esse tipo de shampoo para o boxe apenas uma vez por mês, para não acelerar o desbotamento da cor.

10. O que fazer para o cabelo crescer?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Trata-se de um conjunto de atitudes. Para começar, capriche na dieta balanceada, com legumes, carne, peixe, grãos integrais, gema de ovo, vegetais verde-escuros, leite, castanhas e aveia. Ferro e complexo B são essenciais para evitar queda. Em Segundo lugar, controle o stress e durma pelo menos 7 horas por coite, ou seus fios ficarão fracos. Além disso, só use secador, chapinha e babyliss com proteção térmica. E tente espaçar o retoque das luzes e da química de transformação. Finalmente, fuja do cigarro e lave os fios diariamente.

Leia também: 6 truques para fazer o cabelo crescer mais rápido

11. O que provoca a queda de cabelo?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Podem ser várias as causas, desde caspa e desequilíbrio hormonal a períodos de stress e uso excessivo de ferramentas térmicas e químicas como progressivas e descolorações. Por isso, a primeira providência ao notar queda de mais de 100 fios diariamente (essa é a média normal) é procurar um dermatologista para identificar o motivo e escolher o tratamento adequado.

 (LittleBee80/ThinkStock)

12. Por que mais gente anda reclamando de queda de cabelo?

A calvície feminina tem aumentado consideravelmente. Hoje admite-se que uma a cada 8 mulheres tem esse tipo de problema, o que representa de 15 a 20% das mulheres. De acordo com o dermatologista Abdo Salomão Jr, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, existem muitos danos que favorecem a queda dos fios.

Há causas hereditárias, problemas nutricionais, danos ao cabelo, problemas hormonais, uso de remédios, doenças, distúrbios psicológicos e o próprio processo natural de envelhecimento. “Isso além do sol, cloro, água quente do chuveiro, sal, suor, poluição, a forma como se prende os fios, excesso de secador, de química e chapinha, favorecem o quadro”, acrescenta. É por existir tantas causas que o dermatologista deve ser consultado. 

Leia mais: Calvície feminina: 9 dúvidas respondidas por especialista

13. O que é bom para evitar a queda de cabelo?

Lave os fios diariamente e repetindo a lavagem duas vezes, para eliminar oleosidade e resíduos de produtos. Invista em uma alimentação saudável e rica em nutrientes como ferro, zinco, vitamina E, D e do complexo B.

14. Como fazer o cabelo ter mais brilho

O ideal é ter uma dieta equilibrada e beber muita água. No chuveiro, escolha shampoo e condicionador específicos para o seu tipo de cabelo. Além disso, hidratação é sempre necessária, mas sem exageros.

15. Quais as etapas de cuidado para manter os fios saudáveis?

A primeira e mais importante de todas é a lavagem. Ela é o segredo para um cabelo saudável e bonito. Segundo estudos, ela deve ser diária. Também é importante usar condicionador para selar as cutículas do fio e fazer hidratações semanais, para garantir maciez e brilho.

16. O que é pré-shampoo?

“Existem dois tipos de pré-shampoo”, explica a dermatologista Claudia Marçal, de Campinas (SP). O primeiro trata do couro cabeludo e geralmente tem função detox ou esfoliante, eliminando resíduos de produtos que aderem à pele. E o segundo serve para tratar e proteger os fios antes da lavagem, devendo ser aplicados nos fios pelo menos 15 minutos antes do chuveiro.

Veja também: DD cream: o item obrigatório de todo nécessaire

17. O que é low poo?

Low Poo, em inglês, quer dizer pouco shampoo. “É uma forma de lavagem dos cabelos onde são utilizadas formulações mais suaves, livres de sulfatos, e de forma mais esporádica”, explica a tricologista Cris Dios.

18. O que é no poo?

No Poo quer dizer, em inglês, nada de shampoo. Corta-se de uma vez qualquer tipo de sulfato. “Também é chamado de co-wash (do inglês conditioner washing ou “lavagem condicionante”), limpa e hidrata ao mesmo tempo, repondo os lipídeos”, conta a farmacêutica bioquímica Marcela Buchaim.

19. Faz bem lavar cabelo com bicarbonato de sódio?

Segundo Marcela, o bicarbonato não limpa. “Ele reúne a sujeira, mas não faz a limpeza. E pode danificar a estrutura dos fios.” A substância faz com que as escamas do cabelo se abram, mas isso não quer dizer que o sebo e a sujeira acumulados sejam eficientemente eliminados. A longo prazo pode piorar a oleosidade, causando dermatite seborreica e queda.

20. Faz bem enxaguar os fios com vinagre?

Vinagre não é condicionador. Ele fecha a cutícula e dá brilho, como o suco de limão, mas não é emoliente. E pode causar uma coceira danada no couro cabeludo.

21. O que pode causar caspa?

A descamação do couro cabeludo ocorre quando existe algum fator que acelere a reprodução celular, como na dermatite seborreica (a caspa). Impurezas e restos de células mortas podem se acumular no couro cabeludo e em conjunto com resíduos de cosméticos atraem micro-organismos oportunistas, causadores de caspa e dermatites. Além disso, alterações hormonais, assim como stress e consumo de alimentos gordurosos também são fatores desencadeantes.

 (CentralITAlliance/ThinkStock)

22. Como tratar a caspa?

As células mortas acumuladas na raiz se tornam placas esbranquiçadas e com coceira. Nessa fase, o ideal é evitar coloração, alisamento, e progressiva. E lavar com shampoo específico, que controle a descamação, com ativos como ácido salicílico, piritionato de zinco, sulfato de selênio, cetoconazol. “Uma dica é usar esses shampoos antes do shampoo normal + condicionador, para evitar o ressecamento dos fios”, fala Claudia. As lavagens devem ser diárias ou pelo menos, em dias alternados e o condicionador, apenas no comprimento e nas pontas.

Veja mais: Não tome banho tão quente no inverno! 7 motivos porque faz mal

23. Por que a caspa incomoda mais no inverno?

Bastante comum em cabelos oleosos, a dermatite seborreica – a  famosa caspa – tende a aparecer com mais frequência nos meses frios, quando as pessoas passam a tomar banhos mais quentes, estimulando a produção das glândulas sebáceas. O uso diário de secador de cabelos e a diminuição da frequência de lavagem, que não remove todos os resíduos dos produtos de finalização (como mousse e gel), pode levar ao surgimento da caspa.

24. Quem precisa fazer detox dos fios?

O detox do couro cabeludo geralmente envolve uma esfoliação química suave, seguida de lavagem. O objetivo é manter a superfície do couro cabeludo livre da oleosidade excessiva, facilitando a penetração de ativos hidratantes, restauradores, ativadores da microcirculação local. Deve ser feito com intervalo mínimo mensal, mas em cabelos muito oleosos, pode se repetir a cada 15 dias.

25. Para que serve a limpeza profunda?

A limpeza profunda faz a remoção de impurezas por meio de shampoos anti-resíduos, sem remover as células mortas.

Leia também: Detox capilar: os benefícios dessa superlimpeza do couro cabeludo 

26. Por que é importante usar shampoo e condicionador da mesma linha?

O condicionador foi feito especificamente para repor os lipídeos retirados pelo shampoo da mesma linha, como um casal perfeito. Eles foram feitos para trabalhar juntos.

27. O cabelo realmente enjoa do shampoo e do condicionador?

Não. O que acontece, de verdade, é que os fios mudam de necessidade. Depois de um tempo usando uma linha de reconstrução, por exemplo, seus cabelos já estarão mais fortes e passarão a precisar de maciez, por exemplo. Por isso é interessante trocar.

Coloração

28. Cacheadas podem fazer luzes?

Ao contrário do que se pensava antigamente, podem sim! Mas vale espaçar o procedimento a cada 6 meses para não maltratar demais os já frágeis cabelos cacheados.

Veja também: Dicas para crespas e cacheadas se livrarem do frizz de vez

29. O que maltrata mais os fios: descoloração ou tintura?

Decididamente, a descoloração. Ela abre a cutícula dos fios e retira pigmento (e matéria deles) para clarear, deixando-os frágeis. A coloração, por não clarear, maltrata menos.

 (Denis Komarov/ThinkStock)

30. O que é matizar o cabelo?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Os fios platinados ou loiros, com o tempo, vão ganhando um aspecto amarelado ou alaranjado. Para neutralizar esse efeito são usados shampoos matizadores, com pigmentos roxos ou azuis. Isso é matizar!

31. Como pintar o cabelo com papel crepom?

(entre as mais pesquisadas no Google)

A ideia é aproveitar a tinta do papel crepom para tingir os fios, mas só funciona bem se os seus forem loiros ou castanho claros. No caso de fios castanhos ou pretos, você vai precisar descolorir antes.

É só cortar um pedaço do papel crepom e colocar em um copo cheio de água. Ele vai soltar tinta na água. Retire o papel e mergulhe a ponta dos fios na água e deixe por uns 15 minutos. Se quiser pintar o cabelo todo, melhor usar uma travessa e mais pedaços de papel. Deixe os cabelos secarem naturalmente e use um secador.

32. Pintar cabelo com papel crepom faz mal para os fios?

O processo pode ressecar e manchar os fios, além de deixá-los porosos e nada macios. Na hora de voltar ao tom natural, talvez você precise da ajuda de um cabeleireiro ou até cortar as partes coloridas. Outra tentativa é usar shampoo anti-resíduos. Mas cuidado: existe o risco de os seus fios ficarem muito ressecados.

 (Iconogenic/ThinkStock)

33. Quanto tempo dura a tinta do papel crepom nos fios?

Depende do seu tipo de cabelo. Se os fios forem bem hidratados e você lavar pouco, a cor pode fixar mais tempo e durar de duas semanas a um mês. Mas ela não fica intensa como no primeiro dia, ok?

34. Como pintar o cabelo no estilo rainbow hair?

Existe a possibilidade de “maquiar o cabelo” com giz ou sprays que saem na primeira lavagem ou investir em coloração permanente. Porém, as tintas azuis, rosas e lilás não têm descolorante na fórmula. Por isso, só funcionam em cabelos claros.

Se o seu for escuro, precisará descolorir antes. O colorista Alla Pacheco explica os cuidados necessários: A coloração fantasia pode ser ainda mais agressiva do que as colorações comuns. É necessária uma base clara para chegar nos tons rosa, azul, verde. Apenas as cores mais escuras, como vinho e azul escuro, é que conseguem ser feitas em bases escuras sem a descoloração, afirma Alla.

De acordo com o expert, o processo pode ser através de descoloração ou decapagem, vai depender do estado do fio. “Se o fio já for tingido, o indicado é através da decapagem. Uma dica é que o processo deve ser lento,para agredir menos o fio.

35. Como tirar da pele a tinta para cabelo?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Na verdade, é melhor prevenir do que remediar, porque as manchas são bem difíceis de sair. Use vaselina na linha do cabelo e nas orelhas para impedir que a sua pele fique manchada na região próxima do cabelo, como testa e têmporas. Luvas também são essenciais. Mas se o estrago foi feito, tente eliminar a mancha massageando um esfoliante leve, óleo de bebê ou demaquilante bifásico suavemente na região, em movimentos circulares.

36. Tonalizante e tintura: qual a diferença?

Tonalizante é uma tintura temporária que sai com as lavagens e geralmente não cobre brancos e também não tem o poder de clarear os fios, por não conter amônia. Já a tintura é uma coloração permanente. Ela abre a cutícula do fio e muda sua cor natural, podendo clarear ou escurecer o tom.

Veja mais: 5 segredos que você precisa conhecer antes de pintar o cabelo 

37. Por que o tom ruivo desbota tão rápido dos fios?

“O pigmento vermelho é traiçoeiro. É o que desbota mais rápido dos fios e também o mais difícil de sair totalmente”, diz o colorista Juha Antero, do MG Hair Design, em São Paulo. Isso significa que quem decide ficar ruiva tem que se preparar para fazer retoques da cor a cada 15 ou 20 dias para não ficar com uma cor desmaiada na cabeleira. E na hora de voltar ao tom natural, talvez precise da ajuda de um profissional ou até de um corte.

38. Por que o tom loiro resseca e danifica os fios?

No geral, para ficar loira você precisa descolorir os cabelos (a menos que tenha nascido loira). Esse processo mexe na estrutura interna dos fios, retirando matéria e deixando o cabelo poroso e quebradiço.

39. O que é bronde?

É uma mistura de blonde (loiro) + brunette (morena). Trata-se de uma técnica de coloração que ilumina fios castanhos e exige pouca manutenção, já que usa a cor natural como base.

40. O que é balayage?

Técnica de luzes sutis que imitam o efeito que o sol tem nos fios depois do verão.

41. O que é blorange?

É um tom de coloração que mistura as cores pêssego e morango e que pode ser usada até com a técnica ombré. Segundo o colorista Robson Assis, do salão Werner Leblon, no Rio de Janeiro, o tom fica ótimo tanto em mulheres de pele clara como nas morenas com fundo de cabelo castanho ou loiro escuro. “Pode ser usado em toda a cabeleira ou em mechas do comprimento para baixo. É supermoderno e feminino ao mesmo tempo”, comenta Robson.

View this post on Instagram

Blorange

A post shared by Georgia May Jagger (@georgiamayjagger) on

42. O que são babylights?

São luzes tão fininhas que são praticamente imperceptíveis. Parace que você nasceu assim, iluminada. O efeito é o cabelo naturalmente mais claro das crianças.

Veja mais: Babylights: a nova tendência de cabelos entre as celebridades 

43. O que é coloração tiger eye?

Ela imita as cores da pedra Olho de Tigre. Segundo a cabeleireira Gladys Acosta, do Jacques Janine Fashion Mall, no Rio de Janeiro, mistura de dois a quatro nuances de dourado, caramelo, mel ecastanho. “O efeito é adquirido com uma balayage, descolorindo as mechas. Elas são mais marcadas mesmo, do comprimento às pontas, deixando a raiz natural. A coloração fica bem leve, dando a ideia de que os fios foram clareados.”

Leia também: ‘Tiger Eye’: efeito ilumina o cabelo escuro sem clarear demais

44. Qual o segredo de castanhos brilhantes?

As cores da estação são chocolate amargo e marrom escuro frio, como o da modelo Kendall Jenner. Hidratações semanais são o segredo para brilho.

45. Qual o tom de loiro do momento?

A inspiração para o verão são as surfistas, com seus fios beijados pelo sol. Boa notícia: manter a raiz natural é permitido, sem correr o risco de ser achada desleixada. É tendência!

46. Como escolher o tom ideal?

Não importa se você quer escurecer ou clarear os fios, o ideal é não ultrapassar dois tons a mais ou a menos da sua cor natural. Assim são maiores as chances de que ela vai combinar com seus olhos e tons de pele.

47. Por que é necessário fazer a prova de toque?

É importante fazer a prova de toque 48 horas antes de tingir os fios para garantir que seu couro cabeludo não vai sofrer com coceira, queimação ou desconforto.

48. Melhor lavar o cabelo antes de tingir? Ou não?

A oleosidade natural do couro cabeludo impede que a química da coloração – permanente ou semi-permanete – irrite a pele. No entando, fios sujos podem dificultar a absorção da cor.

Veja também: Cabelo curto: 40 ideias de cortes para mudar o visual

Modelagem

49. Como deixar o cabelo liso?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Você pode fazer uma escova clássica (com ou sem chapinha) – e o efeito liso vai durar até a próxima lavagem. Nesse caso, se você tiver franja, ela deve ser a primeira a ser seca. Ou encarar as químicas de transformação, que mudam a textura do fio por mais tempo.

 (Antonio_Diaz/ThinkStock)

50. Como estilizar o cabelo longo?

Vale fazer a escova à noite e, pela amanhã, aplicar produtos de styling para valorizar a textura natural.

51. Como estilizar cabelo médio?

Mantenha o foco no comprimento, usando os dedos ou um babyliss para ter um efeito ondulado e moderno.

52. Como estilizar cabelos curtos?

Para ter volume na raiz e textura, prefira pomadas, pastas e gel.

53. Como ondular os cabelos

Você pode fazer uma escova ondulada, usar a chapinha para fazer ondas ou ainda usar um babyliss largo e depois soltar os cachos com os dedos. Vale também aplicar spray de praia e amassar os fios para ganhar a textura messy.

Leia mais: 3 maneiras de ondular o cabelo sem usar babyliss

54. Como cachear os cabelos

Você pode usar o babyliss, enrolando mecha a mechas no cilindro e soltando após 4 ou 5 segundos.

55. Como adotar a tendência do sereismo nos fios?

Invista em ondas ou fios frisados, marca dos anos 80. “É bacana brincar com presilhas de conchas ou pérolas”, fala o hair stylist Robson Assis, do Werner Coiffeur sobre os acessórios.

“O babyliss pode ser um aliado para conseguir o efeito ondulado. Após lavar os fios e aplicar o protetor térmico, use um babyliss largo e vá enrolando com o aparelho virado para baixo”, diz ele. Outro estilo bem clássico de sereia é o frisado. “Para isso, indico usar um aparelho triondas, ideal para quem é leigo, pois é o jeito mais simples. Mas também pode ser feito com chapinha”, ensina Robson.

View this post on Instagram

"Tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras; sou irritável e piro facilmente; também sou muito calma e perdoo logo; não esqueço nunca; mas há poucas coisas de que eu me lembre; sou paciente, mas profundamente colérica, como a maioria dos pacientes; as pessoas nunca me irritam mesmo, certamente porque eu as perdoo de antemão; gosto muito das pessoas por egoísmo: é que elas se parecem no fundo comigo; nunca esqueço uma ofensa, o que é uma verdade, mas como pode ser verdade, se as ofensas saem de minha cabeça como se nunca nela tivessem entrando? Tenho uma paz profunda, somente porque ela é profunda e não pode ser sequer atingida por mim mesmo; se fosse alcançável por mim, eu não teria um minuto de paz; quanto a minha paz superficial, ela é uma alusão à verdadeira paz; outra coisa que esqueci é que há outra alusão em mim – a do mundo grande e aberto; apesar do meu ar duro, sou cheia de muito amor…" #claricelispector @rollingstonebrasil @vmoratelli @tonreis @karenbrusttolin @damascenomarcio

A post shared by isis valverde (@isisvalverde) on

56. O que é beach hair?

O look é amado pelas famosas Gigi Hadid, Gisele Bundchen e Grazi Massafera. Para conseguir o efeito, você vai precisar de um spray de sal, que funciona como água salgada, dando efeito “messy”. Basta borrifar no comprimento dos fios secos e amassar com as mãos.

View this post on Instagram

☀️

A post shared by Grazi Massafera (@massafera) on

Cortes de cabelo

57. O que é bob?

É uma versão atualizada do clássico chanel, na altura do queixo.

58. O que é long bob?

É um corte médio que ganhou a cabeça das mulheres nos últimos tempos. Prático, vai até a altura dos ombros e pode ter ondas, ou não.

59. O que é blunt bob?

É um corte de base reta, de um único comprimento, em que os fios são cortados retos, não importa se curtos, médios ou longos.

60. O que é o corte shaggy?

Shaggy significa desgrenhado em inglês. É um corte todo repicado, com muitas camadas, geralmente com franja, ideal para fios lisos e finos, porque dá volume.

View this post on Instagram

✌️🌴

A post shared by Alexa Chung (@alexachung) on

61. O que é pixie cut?

É um corte de cabelo bem curto que virou febre entre as celebridades. É uma versão do nosso “Joãozinho”. Pode ter franja, ser reto, ter luzes ou não.

Veja mais: Como deixar o corte pixie crescer e continuar linda no processo

62. Quais os cortes de cabelo que deixam o rosto mais fino?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Aqui vão 3 boas opções. Se quiser ele longo, corte em camadas e mantenha a divisão no meio. No comprimento médio, ele emagrece o rosto se for assimétrico e dividido na lateral. E curto, ele pode ser um bob todo repicado em camadas.

Leia mais: Os 3 melhores cortes de cabelo para quem tem rosto redondo

63. De quanto em quanto tempo preciso cortar as pontas?

Depende da textura e do corte do seu cabelo. Fios cacheados ficam mais bonitos se verem a tesoura a cada 3 meses. Cabelo sem tintura ou descoloração também. Já os repicados, longos ou médios pedem corte a cada 40 dias. Cabelo curto e os que têm franja são os que precisam de retoques mais frequentes: entre 15 dias e um mês.

 (Persians/ThinkStock)

64. E se eu ficar um tempão sem cortar as pontas?

Seu cabelo corre o risco de ficar frágil e com a aparência feia. Isso porque as pontas vão se partindo (não há como escapar) e a abertura sobe pelo fio! Sem falar que em vez de bifurcações, você passa a ter trifurcações, o que aumenta o frizz e acaba com o brilho.

65. O que é corte trapézio?

O nome vem da parte do corpo, que fica à mostra. Parece o bob, na altura do queixo. O cabeleireiro Daniel Oliveira, da Esmell Leblon, no Rio de Janeiro, diz que ele combina com rostos ovais, triangulares e quadrados. “É fácil de cuidar no dia a dia, pode usar o secador apenas nas pontas e uma mousse para estilizar.”

Tratamento

66. O que é selagem no cabelo?

(entre as mais pesquisadas no Google)

É um tratamento à base de queratina que fecha as cutículas do fio quando elas são danificadas por processos químicos como alisamentos e tintura. Traz mais disciplina, hidratação, resistência e brilho.

67. Como hidratar o cabelo?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Depois de encontrar a sua máscara hidratante, com óleos ou manteiga de karité, por exemplo, aplique mecha por mecha, massageando e enluvando os fios. Deixe o tempo de pausa indicado na embalagem e enxágue totalmente o produto. O processo deve ser repetido semanalmente.

68. O que é cabelo elástico?

(entre as mais pesquisadas no Google)

É aquele fio que quando você puxa, ele fica franzido e não volta ao normal, se quebrando facilmente. Também chamado de fio de algodão doce, porque se desmancha. Acontece quando o fio perde queratina, proteína e pigmento e se torna tão fino e poroso que pode se quebrar facilmente. O jeito é devolver queratina ao fio, com produtos reconstrutores.

Veja também: Cabelo elástico: como recuperar os fios do efeito emborrachado

69. O que é cauterização capilar?

(entre as mais pesquisadas no Google)

É um tratamento que fornece proteína aos fios e assim reconstrói a massa interna capilar, recuperando a elasticidade do cabelo danificado.

70. O que fazer com o cabelo ressecado?

(entre as mais pesquisadas no Google)

Vale investir em shampoos perolados – mais hidratantes e menos agressivos. E depois aplicar ampolas hidratantes com ativos concentrados ou máscaras hidratantes no lugar do condicionador até recuperar a maciez do fio.

 (Zinkevych/ThinkStock)

71. Qual a diferença entre reparação e reconstrução?

A reparação ou nutrição é feita com lipídeos: óleos e manteigas que doam maciez aos fios. Já a reconstrução geralmente é feita com queratina, para repor a massa do fio. É indicada para fortalecer os fios, devolvendo a massa perdida naturalmente ou nos processos químicos como progressivas, alisamentos, tinturas. Ela não deixa o cabelo macio e sim endurecido.

Leia mais: Reconstrução, reparação: qual é o seu tratamento?

72. O que significa hidratar o cabelo? 

A principal função da hidratação é repor a água e a umidade dos fios, proporcionando maciez e suavidade. Ela pode ser feita com máscaras hidratantes ou com ampolas.

73. Quais os sinais de cabelo ressecado ou desidratado?

Os fios ficam opacos, perdem a elasticidade e o movimento. Têm toque áspero, zero brilho e sofrem com o frizz ao menos sinal de umidade.

74. Como tratar um cabelo descolorido?

Durante o processo de descoloração, a cutícula capilar é aberta e isso faz com que ela perca matéria e que o fio fique frágil e danificado. Por isso, é preciso devolver essa matéria com tratamentos de reconstrução, geralmente contendo queratina, substância que forma o fio.

75. Que tipo de tratamento um cabelo ruivo precisa?

Ao mesmo tempo em que ele precisa de hidratação, ele também precisa de produtos que prolonguem a fixação da cor – ou você vai precisar passar no salão antes do que imaginava para fazer retoques.

76. Cabelo virgem também precisa de hidratação?

Todo cabelo precisa de hidratação. Os fios sofrem agressões diárias ambientais (são expostos ao sol, à poluição, ao vento), térmicas (como secador, chapinha, babyliss, e mesmo a água mais quente do banho). Com isso, podem vir a perder o brilho e ficarem ressecados. Por isso a necessidade de fazer hidratações semanais ou quinzenais em casa, dependendo do tipo do fio.

Leia mais: Verdades e mentiras sobre hidratação

77. Cabelo longo precisa de mais cuidados que os curtos?

Sim, justamente por serem longos. Pense que o cabelo cresce um centímetro ao mês. Por isso, para estar longo, cresceu por pelo menos dois anos. E nesse tempo já sofreu diversas agressões, de ambientais a químicas e térmicas!

78. Cabelo envelhece?

O envelhecimento capilar é um processo que tem a ver com fotoexposição aos raios UV, descoloração dos fios ou uso excessivo de chapinha. Até o ato de pentear o cabelo já provoca stress mecânico, segundo a dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Dra. Claudia Marçal, de Campinas.

“Todos esses danos conectam-se ao envelhecimento intrínseco ou natural dos fios e contribuem para que o cabelo fique quebradiço, com diâmetro do fio menor, menos denso e espesso, além de: sem brilho, mais fraco, áspero e desidratado”, alerta a dermatologista.

 (Jupiterimages/ThinkStock)

79. O que são danos térmicos?

A chapinha e o secador podem ser usados todos os dias, desde que você use um produto termoativo antes de submeter os fios ao aquecimento. “A exposição da fibra capilar a altas temperaturas leva ao comprometimento da estrutura, o que pode corromper a harmonia da estrutura, além de perda de água. O segredo está em usar defrizantes com proteção térmica e protetores especiais para escovação”, sugere a especialista.

80. O que são danos químicos?

Os processos químicos de coloração e descoloração são os mais comuns. Claudia explica que quando a paciente pinta o cabelo, há uma perda proteica causada pela oxidação de aminoácidos no fio.

“Essa diminuição dos níveis de queratina leva a uma redução da força capilar, além da remoção de pigmentos naturais”, comenta. “Nos processos de coloração permanentes e semi-permanentes, ocorre a abertura das escamas da fibra capilar pela ação de amônia e monoetanolamina”, explica.

Segundo ela, os pigmentos iniciam o processo de oxidação na presença da água oxigenada, sendo direcionados ao interior do córtex capilar. Lá, eles reagem entre si, formam uma molécula maior onde são retidos colorindo o cabelo. “Quimicamente, o processo de tintura provoca a quebra das pontes de hidrogênio e salinas, isso vai resultar na perda de água e acentuar o comprometimento da resistência, maciez e brilho dos fios”, comenta a dermatologista.

81. Por que a descoloração danifica os fios?

O processo de descoloração é o mais agressivo. “A descoloração capilar destrói totalmente as ligações de hidrogênio, grande parte das ligações salinas e parcialmente as ligações cisteínicas, resultando em um cabelo extremamente desidratado e fraco. Em processos de descoloração, o tempo e a concentração em volume da água oxigenada são fundamentais para determinar o nível de descoloração e agressão aos fios de cabelo: quanto maior, maior o dano”, alerta a especialista.

Leia também: Cuidados para retardar o envelhecimento do cabelo 

82. O que são danos mecânicos?

Passar a escova nos cabelos, por exemplo, pode comprometer os fios. “Pentes de borracha alteram o ponto isoelétrico do cabelo, o que leva a um desgaste da cutícula (parte externa do fio) e consequente exposição do córtex (parte intermediária do fio)”, fala Marçal.

 (Ondine32/ThinkStock)

83. Como o sol danifica os fios?

Ao ficar muito tempo sob exposição solar, os fios passam por um processo oxidativo devido a ação dos raios UV. “A luz solar afeta a cutícula do cabelo e catalisa a degradação das proteínas, além de provocar a oxidação da melanina através de radicais livres e o comprometimento da queratina. Os danos vão de descoloração do cabelo à redução da força dos fios e perda de brilho”, explica Claudia.

Óleos

 (Alex_Doubovitsky/ThinkStock)

84. Como os óleos tratam os fios?

Eles podem ser usados antes do shampoo para proteger os fios, juntos com a máscara de tratamento para potencializar o resultado ou como finalizadores, mantendo os fios hidratados. Podem se hidratantes, reparadores e até reconstrutores. Reduzem o frizz, turbinam o brilho, selam pontas duplas.

Leia também: 3 jeitos surpreendentes de usar óleos para salvar seu cabelo

85. Qual o melhor óleo capilar para fios grossos e com volume?

O mais indicado, nesse caso, é o de argan. Rico em vitamin D e em ácidos graxos, ele tem ação antioxidante e protege os fios de danos ambientais, além de disciplinar os fios. Trata a fibra de fora para dentro, reparando a cutícula.

86. Qual o melhor óleo para cabelos finos?

O de macadâmia, mais leve, não pesa nos fios finos. Ele é facilmente absorvido pelos fios, fortifica a fibra capilar, e dá brilho.

87. Qual a função do óleo de ojon?

Ele penetra profundamente no fio e o restaura de dentro para fora. É indicado para cabelos ressecados pela química, que são submetidos frequentemente ao calor das ferramentas térmicas.

88. Como o óleo de coco trata os fios?

O óleo de coco ajuda a recuperar imediatamente os fios porque tem ação antioxidante, proporcionando nutrição, brilho e maciez.

“Ele pode ser usado antes do shampoo ou na máscara capilar, você pode esquentar um pouco o óleo para que a penetração seja mais intensa”, explica a hair stylist Sonia Nesi, do Rio de Janeiro. O óleo de coco tem alto poder hidratante! “Dá para passar o óleo de coco todo dia, sem que os fios fiquem oleosos. Use o equivalente a uma moeda de 1 real e espalhe bem pelo comprimento e pontas”, aconselha Adriana Neto, terapeuta capilar Adriana Neto, da Esmell Leblon, no Rio.

 (Scorpp/ThinkStock)

89. Qual o melhor óleo capilar para fios ressecados?

O óleo de coco tem alto poder de hidratação e penetra profundamente no fio. Por isso, é o mais indicado.

90. Qual o melhor tipo de óleo para cabelos cacheados?

E óleo de cálamo, além de diminuir o frizz, ajuda a modelar os cachos. 

91. Óleo de alecrim é capaz de combater a queda de cabelo?

Ele estimula a circulação e o crescimento dos fios. Com poder adstringente, é indicado para combater a caspa, prevenindo a queda, assim como o óleo de melaleuca, que ajuda a combater o ressecamento do couro cabeludo.

Cabelo cacheado

 (MesquitaFMS/ThinkStock)

92. Quais são os tipos de cabelo cacheado?

O cabelo cacheado pode variar muito de textura e de ondulação. Existe uma classificação que ajuda você a entender melhor seu cacho e assim cuidar bem dele. Ela vai de 2 a 4, sendo o 2 para cabelos ondulados, 3 para os cacheados e 4 para os crespos. Dentro dela, existem ainda subdivisões A, B e C, para ondas/cachos mais ou menos fechados.

Leia mais: Cabelos cacheados: 5 mulheres que são pura inspiração

93. Quais os cuidados básicos com os cabelos cacheados?

Como eles são naturalmente mais frágeis, devido à sua forma em espiral (o que facilita quebras) e pouca hidratação natural (a oleosidade do couro cabeludo não consegue chegar até as pontas também por causa do formato), o primeiro passo é hidratar sempre. E muito. Máscaras e leave-ins hidratantes são os melhores amigos das cacheadas.

94. Como dar forma aos cachos?

Existem algumas opções. A primeira não envolve calor: nos fios ainda molhados, aplique modelador de cachos e amasse com uma toalha ou papel toalha (que geral menos frizz), de baixo para cima. Para acelerar o processo, vale usar o difusor. Ou ainda o babyliss, sempre nos fios já secos para evitar a quebra, para definir melhor os caracóis. Nos dois últimos casos é obrigatória aplicar protetor térmico.

95. Como lavar os cabelos cacheados?

Sim, eles também precisam de lavagem diária. Mas procure por shampoos mais suaves e hidratantes, que agridam menos os fios. E nada de emaranhar as mechas na hora de aplicar o produto, ok? Caprichar no enxágue é importante para manter a saúde do couro cabeludo.

 (Javi_indy/ThinkStock)

 

96. Como pentear cabelos cacheados?

O ideal é pentear com um pente de dentes largos e ainda dentro do chuveiro, com muita gentileza para não quebrar os fios. Molhados eles ficam mais frágeis e se partem com facilidade. Aí é enxaguar, aplicar modelador e deixar secar.

97. Como secar os cabelos cacheados?

A melhor forma de secar é naturalmente. Mas se você quiser dar mais forma aos cachos, use um difusor na temperatura alta e na velocidade média, para evitar o frizz. Em tempo: usar o secador sem esse acessório pode arrepiar demais os fios.

98. Como reativar os cachos no meio do dia?

Mulher cacheada precisa ter seu kit de SOS na bolsa. Vale carregar óleo hidratante ou até um modelador de cachos (vale diluir um pouco em água para um efeito mais leve) para, no meio do dia, reativar a forma dos cachos.

99. Qual o melhor corte para cabelos cacheados?

Cabelos cacheados podem inclusive ter franja, desde que ela seja mais longa. Só é importante evitar cortes de base reta, que deixam o cabelo crespo e cacheado com o efeito pirâmide/capacete. Melhor investir num corte em camadas para equilibrar melhor o volume ao redor do rosto.

Especial cachos: os cortes inspirados no estilo dos anos 70

100. Qual o melhor penteado para cabelos cacheados?

Mulheres de cabelos cacheados ficam lindas com coques, rabos de cavalo, tranças… Não á limites! E vale também apostar em acessórios como pentes, fivelas, grampos e lenços para variar o look.

Veja mais: 10 penteados de dia a dia para cabelos cacheados e crespos