Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

3 jeitos surpreendentes de usar óleos para salvar seu cabelo

Descubra outras maneiras de aproveitar o produto, que é o verdadeiro queridinho no ritual de beleza das brasileiras. Seu cabelo agradece!

Por Fernanda Morelli Atualizado em 12 jul 2017, 18h45 - Publicado em 5 dez 2016, 16h39

Você provavelmente tem um óleo capilar em sua prateleira, na bolsa ou mesmo no chuveiro. O mais famoso é o de Argan, mas opções para deixar os fios mais macios, brilhantes e com aspecto saudáveis é o que não falta. Macadâmia, Jojoba, Camélia e até o de Coco (que ganhou fama primeiramente no mundo fitness) são alguns outros queridinhos para cuidar dos fios. Não à toa, surgiram, nos últimos anos, uma série de produtos com esses ativos na fórmula – do xampu ao finalizador. Mas segundo os especialistas, com um simples óleo em mãos você pode customizar seus produtos (potencializar o efeito da máscara, por exemplo) ou até evitar os diversos danos que nos submetemos diariamente (até sob o chuveiro!).

Olha só:

1. Para disfarçar o frizz
O jeito mais comum de utilizar óleo nos fios é aplicando algumas gotinhas diretamente no cabelo úmido. Faz sentido – ele forma uma capinha em volta do fio capaz de unir todas as escamas do fio que estão danificadas dando a impressão de que ele está mais saudável. Mas funciona como uma maquiagem. Ou seja: lavou, saiu. Porém, você pode, também, potencializar a ação do seu leave-in comum misturando a ele, no momento da aplicação, algumas gotinhas do seu óleo capilar. Seja ele mais voltado para formar cachos ou mesmo disfarçar os fios arrepiados, sua ação será potencializada e o efeito prolongado.

Leia também: Umectação capilar: trate seu cabelo com óleos essenciais

2. Como “pré-xampu”
Os produtos com esse nome no rótulo têm um único objetivo: amenizar os danos durante a lavagem. Mas o óleo também pode ser um ótimo aliado no chuveiro para isso. Como ele forma uma capinha protetor do fio, ele acaba evitando a perda de água, uma das causas do ressecamento excessivo. Usar um óleo no cabelo 9de preferência no comprimento e ponta, onde a distribuição natural tende a ser menos eficiente) antes de lavar ameniza o estrago que o excesso de tempo em contato com a água ou mesmo com os agentes agressivos do xampu ou condicionador podem causar. Mas essa dica se faz mais necessária para quem tem cabelos muito ressecados e não precisam de limpezas profundas no couro cabeludo. Quem tem raiz muito oleosa, por exemplo, não se beneficia tanto pois a oleosidade natural já é suficiente para proteger o couro cabeludo.

Leia também: Óleos vegetais para um cabelo de celebridade

3. Para evitar os estragos na praia…
Mas tem que ser o óleo vegetal, ok? De origem natural, eles não contém agentes pesados como derivados de petróleo, que além de não serem nada ecológicos, não fazem bem pro fio. Aplicar um pouco do ativo mecha por mecha antes de entrar no mar ajuda o fio a reter a água responsável pela sua hidratação natural e evita que a água com sal penetre tão intensamente no fio. Assim, você evita o clássico ressecamento que cisma em te acompanhar nas férias de verão…

Continua após a publicidade
Publicidade