Clique e assine com até 75% de desconto

Tina Fey e Amy Poehler devem voltar para “salvar” o Globo de Ouro em 2021

Após um hiato de cinco anos – e muita polêmica nas apresentações de Ricky Gervais – a dupla pode estar preparando um retorno inesperado

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2020, 10h28 - Publicado em 7 jan 2020, 12h52

Depois de cinco anos apresentando o Globo de Ouro – e muito desconforto sentido pelos astros de Hollywood –, Ricky Gervais anunciou, logo no início da cerimônia, que deixará o posto de apresentador da premiação. E rumores apontam que o evento voltará a ser conduzido por dois nomes já conhecidos e adorados: Tina Fey e Amy Poehler.

De acordo com o tabloide Page Six, a dupla, que era uma das favoritas como apresentadoras e estiveram no posto de 2013 a 2015, pode estar preparando um retorno inesperado. Segundo a publicação, durante a premiação, que aconteceu no último domingo (5), as equipes das atrizes estiveram conversando com a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, que promove o Globo de Ouro, sobre o “comeback”.

Os boatos surgem após um período de apresentações polêmicas sob condução de Ricky Gervais. Grandes nomes de Hollywood já foram alvo de piadas do comediante britânico, como Ashton Kutcher, Elton John, Ben Affleck e Charlie Sheen. Inclusive, em 2016, o ator chegou a ser acusado de transfobia após fazer uma piada envolvendo Caitlyn Jenner, pai de Kylie Jenner e Kendall Jenner.

  • Por conta disso, neste ano, muitos astros pediram para não serem colocados logo na primeira fileira da plateia do Globo de Ouro, que normalmente têm os assentos mais cobiçados da premiação. Tudo isso porque queriam evitar constrangimento e desconforto ao se tornarem, eventualmente, alvo de piadas de Gervais.

    Ainda assim, o comediante causou polêmica nesta edição ao fazer piada com Jeffrey Epstein, empresário condenado por abuso sexual que cometeu suicídio em agosto de 2019. Gervais comparou o caso com a série “Afterlife”, da Netflix, que conta a história de um homem que considera tirar a própria vida após a morte da mulher.

    “Alerta de spoiler: há uma segunda temporada, então, no fim, ele não se mata. Como [fez] o Jeffrey Epstein. Desculpa, eu sei que ele é amigo de vocês”, disparou o ator na ocasião.

    Leia também: Brasileira que vota no Globo de Ouro 2020 comenta sobre bastidores

    + 1917: data de estreia e curiosidades do filme ‘zebra’ do Globo de Ouro

    Horóscopo: Previsões astrológicas para todos os signos em 2020

    Continua após a publicidade
    Publicidade