Porteiro de prédio registra B.O. contra Najila e diz ser ameaçado por ela

O funcionário afirma ter sido ameaçado e se sentir coagido pela modelo

O porteiro do prédio onde mora a modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, compareceu na tarde de segunda-feira (10) à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), na Zona Sul de São Paulo, para depôr e registrar um boletim de ocorrência contra ela.

A TV Globo teve acesso ao depoimento e nele o porteiro afirma que foi à delegacia por ter sido ameaçado e se sentir coagido pela modelo.

De acordo com o relato, Najila teria dito a ele: “Sua conversa é comigo, você falou com todo mundo menos comigo que sou a dona do apartamento, aqui com meu irmão e com uma galera e você sabe o que é, vai ser melhor pra você”. Com isso, o porteiro pediu à polícia medidas de proteção para garantir sua integridade física.

Na quarta-feira passada (5), a modelo afirmou teve seu apartamento arrombado, em São Paulo. A proprietária do imóvel, Verena Fiori, porém, nega que a informação seja verdadeira.

“Sobre o arrombamento do imóvel: isso é mentira. A empregada deixou a porta aberta de propósito e as câmeras de segurança do prédio pegaram”, afirmou Verona à ESPN.

Advogado de Najila deixa o caso

O advogado de defesa da modelo, Danilo Garcia de Andrade, anunciou na segunda-feira (10) que deixou o caso. Ele afirma não se sentir mais confortável para o trabalho, já que “não participaria de uma ilicitude para lograr proveito econômico de quem quer que seja”.

“Jamais, advogaria para alguém que colocasse a minha integridade em questão. (…) Acredito na boa advocacia, nos valores da moral e da boa conduta”, disse ele ao G1.

No último sábado (8), ele já havia informado que poderia abandonar o caso se a cliente não apresentasse as provas que diz ter contra o jogador. Segundo Najila, o vídeo de sete minutos que ela gravou no hotel, durante o segundo encontro com Neymar, estava em um tablet que foi furtado de seu apartamento, em São Paulo.

Novos detalhes da noite do suposto estupro

Najila Trindade ainda revelou mais detalhes da noite do suposto crime. Em trecho inédito da entrevista concedida ao SBT, divulgado na última segunda-feira (10), a modelo explica como o atacante conseguiu tirar uma foto sua nua.

“Quando saí do banho, me sequei e nua eu fui em direção da cama. Foi a hora que ele estava mexendo no frigobar, me empurrou e bateu a foto. Do meu corpo, da minha bunda, que todo mundo viu. Acho que fez aquilo para mostrar para os amigos da festa que estava indo, talvez. Ele saiu falando ‘te mando (a foto)’. Acho que nem ele lembra que me mandou. Ele foi e em alguns minutos recebi a foto”, contou.

Najila Trindade ao SBT Najila Trindade ao SBT

Najila Trindade ao SBT (SBT/Reprodução)

Ao ser perguntada se estaria se sentindo julgada e injustiçada, ela responde que “muito” e afirma que o que mais a incomoda é que tudo pareça uma armação.

“Ninguém está olhando para o lado humano da coisa. Ninguém está pensando ‘e se foi verdade?’, ‘se ela está com psicológico todo ferrado, sofreu ameaças?’. Como eu ia fazer uma acusação falsa de uma pessoa que é mundialmente famosa? Eu não fiz isso para ficar famosa, para ter escândalo. Não achei que ele fosse fazer aquilo. Não consegui ver tudo. Ele me expôs de uma maneira ridícula. Ele quis passar que sou uma puta, aproveitadora. Então de imediato ele já quis me humilhar. Mais uma vez.”

Entenda o caso

Najila Trindade Mendes de Souza, a mulher que acusou o jogador Neymar de estupro, disse que o jogador ignorou seu pedido e forçou ato sexual, sem uso de preservativo. Ela falou pela primeira vez sobre o caso ao jornalista Roberto Cabrini, do SBT.

Durante a entrevista, Najila, de 26 anos, disse que foi vítima de estupro por parte de Neymar . “Fui vítima de estupro. Agressão juntamente com estupro.” Neymar nega, diz ter sido vítima de uma cilada e gravou um vídeo, depois tirado do ar pelo Instagram, com a troca de mensagens entre os dois que, para ele, comprovaria sua inocência.

O encontro entre os dois aconteceu em Paris, no dia 15 de maio. A mulher registrou o boletim de ocorrência na noite da última sexta-feira (31), em São Paulo. Najila afirmou que seu primeiro contato com o atacante da seleção foi uma imagem que mandou pra ele via Instagram. Depois de algumas mensagens, o jogador pediu o WhatsApp dela. “Meu intuito era ter uma relação sexual com ele.  A expectativa era realizar um desejo meu [quando foi à França].”

Segundo Najila, a briga entre os dois no hotel começou pela falta de camisinha. “Eu perguntei se ele tinha preservativo, porque eu não tinha. Ele falou que não e eu disse ‘então não vai acontecer nada [além das carícias].’. Depois disso, ele me virou, cometeu o ato, eu pedi pra ele parar e ele continuou, batendo violentamente na minha bunda”, relatou a modelo e estudante de design de interiores. “Eu tinha o desejo de ficar com o Neymar. Até ele me despir foi consensual. Depois ele começou a me bater e eu falei ‘está tudo certo’, mas começou a doer e eu pedi pra ele parar e ele respondeu ‘ok, linda’. Mas aí ele me virou. Eu falei ‘para, para’. Fui para o banheiro e não consegui falar nada. Foi uma decepção.”

Leia também: Najila Trindade passa mal e sai carregada pelo advogado de delegacia

+ ‘Neymar da Penha’: pai do jogador se pronuncia sobre projeto de lei

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA