CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Movimento Social denuncia caso de meninos de Belford Roxo à ONU

Após sete meses de investigação, Polícia ainda não elucidou o caso do trio de crianças desaparecidas desde dezembro de 2020

Por Da Redação 11 ago 2021, 12h22

O Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) denunciou à Organização das Nações Unidas (ONU), no início deste mês (3), o caso de desaparecimento dos três meninos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. 

Além da delação, o relatório destinado ao Comitê contra o Desaparecimento Forçado da ONU também solicita uma investigação do caso.

Fernando Henrique, de 11 anos, Alexandre da Silva, de 10 anos e Lucas Matheus, de 8 anos, estão desaparecidos desde o dia 27 de dezembro de 2020. Vistos pela última vez em uma feira do bairro Areia Branca, em Belford Roxo, os meninos desapareceram depois de saírem para brincar.

No documento, o MNDH evidencia que, após mais de sete meses de investigação por parte Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, o desaparecimento das crianças, que se enquadra como “violação dos direitos humanos”, ainda não foi elucidado.

Leia mais sobre força tarefa criada para auxiliar nas investigações do desaparecimento de meninos em Belford Roxo.

O relatória ainda exige um posicionamento do Estado brasileiro. De acordo com os dados, o país ratificou em 11 de maio de 2016 sua participação na Convenção Interamericana sobre o Desaparecimento Forçado de Pessoas, comprometendo-se a “tomar as medidas de caráter legislativo, administrativo, judicial ou de qualquer outra natureza que sejam necessárias para cumprir os compromissos assumidos nesta Convenção.”

Continua após a publicidade

“Esta denúncia pretende apontar a necessidade de uma investigação firme e objetiva do Estado sobre o caso. A convenção deve investigar e exigir do Brasil uma resposta”, defende Rita Corrêa Brandão, que integra a coordenação do MNDH-RJ.

As últimas atualizações da CLAUDIA sobre o caso de desaparecimento dos meninos em Belford Roxo.

Atualmente, a Polícia segue a linha investigativa e hipotética do envolvimento de traficantes no desaparecimento dos garotos.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade