CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Mary Aguiar, a primeira juíza negra do país, morre aos 95 anos

A magistrada, que estava internada no Hospital da Bahia, atuou entre 1962 e 1995

Por Da Redação Atualizado em 25 fev 2021, 14h37 - Publicado em 25 fev 2021, 15h00

Mary Aguiar, conhecida por ser a primeira juíza negra do país, faleceu na noite da última terça-feira (23). A notícia foi informada pelo desembargador Lidivaldo Britto, nesta quarta quarta-feira (24), na sessão do plenário do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). As causas da morte de Mary, que estava internada no Hospital da Bahia, ainda não foram divulgadas.

A magistrada baiana, que atuou entre 1962 e 1995, foi reconhecida pelo TJ-BA, em 28 de novembro de 2018, como a primeira juíza negra do país. Ela recebeu a outorga da Medalha do Mérito Judiciário, uma homenagem a personalidades relevantes que prestaram serviço ao Judiciário do Estado e da União.

Na época da aprovação da proposta da homenagem, o então presidente do TJ-BA, o desembargador Gesivaldo Britto, afirmou que tentaram fazer com que o tributo a Mary, que antes já havia atuado como promotora de Justiça, não fosse concedido.

Por anos, o reconhecimento informal de primeira juíza negra foi dado à desembargadora Luislinda Valois. No entanto, uma reportagem da Folha de São Paulo de fevereiro de 2017 trouxe dados de que Mary foi nomeada para o cargo em 1962, enquanto Luislinda foi a terceira juíza negra, nomeada para a magistratura em 1984, 22 anos depois.

Mary também foi uma das homenageadas do Prêmio Maria Felipa no dia 25 de julho de 2019, em que personalidades consideradas ícones do empoderamento feminino foram homenageadas com bustos.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade