CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Família real de Dubai se manifesta sobre princesa que se diz refém

Princesa foi vista em público pela última vez em 2018, quando tentava fugir dos Emirados Árabes

Por Da Redação 24 fev 2021, 16h47

Após pressão das Nações Unidas para que os Emirados Árabes provassem que a princesa Latifa bint Mohammed Al Maktoum está viva, a família real de Dubai publicou uma declaração na qual afirma que a jovem está “sendo cuidada em casa”.

“Em resposta a reportagens da mídia sobre Sheikha Latifa, queremos agradecer àqueles que expressaram preocupação com seu bem-estar, apesar da cobertura que certamente não reflete a posição real” diz o comunicado, segundo informações da CNN.

A declaração informa ainda que a princesa está recebendo apoio e cuidados de familiares e médicos. “Ela continua a melhorar e temos esperança de que ela retorne à vida pública no momento apropriado.”

Em resposta, líderes da campanha “Latifa Livre”, apoiada por amigos próximos, familiares e organizações de direitos humanos, publicaram seu próprio comunicado, demonstrando insatisfação com a declaração da realeza.

“Qualquer confirmação verdadeira de que a princesa Latifa está bem é bem-vinda. No entanto, a declaração de hoje é uma reminiscência das de 2018, 2019 e 2020”, disseram. “Declarações que provaram uma coisa, que os Emirados Árabes Unidos, sua embaixada em Londres e mais especificamente o pai de Latifa, o governante de Dubai, o xeque Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, simplesmente não são confiáveis.”

A campanha também pediu à ONU e líderes mundiais como Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, e Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, que intervenham e pressionem os Emirados Árabes para a libertação da princesa.

Entenda o caso

Filha do Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum, primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos, Latifa desapareceu em 2018, após ser vista a bordo de um iate na costa da Índia. Na época, ela tentava pela segunda vez fugir para o exterior. A primeira tentativa, em 2002, quando ela ainda era adolescente, também foi fracassada.

Continua após a publicidade

O caso chamou a atenção da imprensa mundial pelo fato de Latifa ter deixado gravado uma filmagem em que falava que aquele poderia ser o último vídeo que fazia.

“Muito em breve, eu vou fugir para algum lugar. E eu não tenho certeza se isso dará certo, mas estou 99% otimista de que vai funcionar”, dizia a gravação, feita justamente para ser divulgada caso a fuga não desse certo.

“[Dubai] não é como tem sido retratada pela mídia. Aqui não há justiça. Eles não se importam. Especialmente se você é mulher, sua vida é tão descartável”, contou Latifa.

Desde que foi interceptada na Índia, Latifa ficou desaparecida, até que novos vídeos surgiram na última semana, divulgados pela BBC. Nas filmagens, gravadas em um celular contrabandeado, a princesa contou que está sendo mantida refém em uma vila.

“Este local foi convertido em prisão e todas as janelas estão fechadas com grades. Há cinco policiais do lado de fora e duas policiais do lado de dentro”, disse, afirmando que há mais de um ano vive em confinamento solitário, sem sequer receber atendimento médico.

“Eu me preocupo todos os dias com a minha segurança e com a minha vida. A polícia me disse que ficarei na prisão por toda minha vida e que nunca mais verei o sol. Não estou segura aqui”, enfatizou.

  • Conversando sobre notícias ruins com as crianças

    Continua após a publicidade
    Publicidade