CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Rainha Elizabeth não quer que sua casa vire museu

Apesar da insistência do filho, o príncipe Charles, a monarca rejeita qualquer possibilidade do palácio abrir para visitação

Por Da Redação Atualizado em 22 set 2021, 12h55 - Publicado em 22 set 2021, 12h47

Os custos altos para manter o palácio de Buckingham fizeram o príncipe Charles ter a ideia de futuramente transformar o local em um grande museu. Quem não gostou nada da possibilidade foi sua mãe, a rainha Elizabeth, que carrega uma grande memória afetiva pelo ambiente onde criou seus quatro descendentes e exerce na maior parte do tempo seu cargo real. 

Veja também: Após 40 anos, bolo de casamento de Lady Di é leiloado por R$ 15 mil

De acordo com o The Mirror, a última restauração da casa foi realizada durante a segunda guerra mundial. Aprovada em 2016, a próxima reforma deve custar 500 milhões de dólares, aproximadamente 2 bilhões de reais, e só estará pronta em 2027. 

Palácio
Palácio de Buckingham |Foto: Vuk Valcic/SOPA Images/LightRocket/Getty Images

Uma fonte próxima à família real compartilhou com o site que o planejamento de Betinha é outro. “Ela não gosta muito dessa ideia em particular [de transformar o palácio de Buckingham em museu] e acredita, é claro, que deve permanecer uma espécie de casa de família”, revelou. 

“A Rainha varia entre o Castelo de Windsor, em Londres, e passa de dois a quatro  dias por semana também no Palácio de Buckingham”, disse a fonte. “Então, por enquanto, não parece que o príncipe Charles vai conseguir o que quer em breve.”

A  única vez que os fãs tiveram a oportunidade de conhecer o palácio de Buckingham foi em 1933. Na época, foram selecionados alguns dos 775 quartos para a visita, mas os aposentos exclusivos da realeza estavam de fora do tour, obviamente.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade