Clique e assine com até 75% de desconto

Polêmica envolvendo Diana pode contribuir para a união de William e Harry

Está em curso uma investigação envolvendo graves acusações contra a BBC, referentes a uma entrevista que Diana concedeu à emissora em 1995

Por Da Redação Atualizado em 21 nov 2020, 13h51 - Publicado em 21 nov 2020, 13h33

Não é apenas a série The Crown que está reacendendo o debate sobre os dramas vividos pela princesa Diana. No início de novembro, o irmão dela, Charles Spencer, voltou a falar sobre uma bombástica entrevista que Lady Di deu ao jornalista Martin Bashir, em 1995. Ele faz sérias acusações contra a BBC, emissora que veiculou a entrevista.

Documentos falsos teriam sido usados para convencer Diana a abrir-se com Bashir no programa Panorama. Como resultado, ela acabou falando pela primeira vez sobre a infidelidade do príncipe Charles. “Havia três de nós neste casamento”, disse ela, em referência a Camilla Parker Bowles.

“[A BBC] ainda não se desculpou pelo que realmente importa aqui: a falsificação incrivelmente séria de extratos bancários, sugerindo que os confidentes mais próximos de Diana a estavam espionando para seus inimigos”, disse Spencer em entrevista a People.

Tim Graham / Colaborador/Getty Images

De acordo com o Sunday Times, a BBC teria feito uma investigação interna sobre o caso, em 1996. A conclusão da empresa, segundo o veículo, foi de que os documentos falsos “não tinham influência” na entrevista. Agora, uma nova investigação está em curso.

Frente a tudo isso, o príncipe William também envolveu-se diretamente no caso. Segundo o Daily Mail, ele está em contato direto com a BBC para saber dos detalhes da investigação. Na última quarta-feira (18), o palácio de Kensington emitiu uma nota sobre o assunto. “A investigação independente é um passo na direção certa. Deve ajudar a estabelecer a verdade por trás das ações que levaram à entrevista ao Panorama e às decisões subsequentes tomadas pela BBC na época.”

Harry, por sua vez, ainda não falou sobre o assunto publicamente – e vem sendo criticado por isso. Mas, de acordo com o The New York Post, o filho mais novo de Diana também está acompanhando de perto o desenrolar da história. “Embora William e Harry não estejam em comunicação constante, eles permanecem unidos na tentativa de descobrir a verdade sobre a entrevista explosiva”, diz a publicação, com base em uma fonte próxima a Harry.

“Harry está recebendo atualizações regulares e está ciente de tudo o que está acontecendo. Você não precisa de uma declaração pública [de Harry] para imaginar como ele está se sentindo intimamente. As pessoas sabem o quanto a mãe significa para ele”, disse a fonte à publicação. 

Recentemente, a escritora Ingrid Seward, especialista em Família Real, disse que a reconciliação entre William e Harry é quase impossível. Ela acredita que apenas “uma tragédia terrível” poderia restaurar os laços entre os dois. Se isso é verdade, não se sabe, mas é certo que o amor por Diana – e a dor por sua partida precoce – é algo que une os irmãos.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade