Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Centenário da lendária Ruth de Souza é celebrado no Google Doodles

A artista fez história ao se tornar a primeira brasileira indicada a um prêmio internacional de cinema e primeira atriz negra a atuar no Theatro Municipal

Por Da Redação Atualizado em 12 Maio 2021, 12h57 - Publicado em 12 Maio 2021, 10h32

O centenário de Ruth de Souza, a primeira atriz negra a atuar no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, é o tema do Google Doodle desta quarta-feira (12). Com o pioneirismo marcado na sua trajetória, a intérprete abriu caminho para os futuros artistas afro-brasileiros na televisão brasileira e no cinema.

Nascida no Rio de Janeiro, em 12 de maio de 1921, Ruth Pinto de Souza era filha de um lavrador e de uma lavadeira. Ela sonhava, desde pequena, em ser atriz, mesmo que a sociedade fosse contra ao seu desejo ao não dar espaço para atores negros. 

Ainda jovem, ingressou em 1944 no Teatro Experimental do Negro e, em 1945, estrelou a peça Imperador Jones no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde se tornou a primeira pessoa negra a realizar tal feito.  

A atriz estreou no cinema por indicação do escritor Jorge Amado em Terra Violenta, em 1948. No mesmo ano, ganhou uma bolsa de estudos da Fundação Rockfeller para estudar na Howard University, uma universidade exclusiva para negros, em Washington. No exterior, também frequentou a escola de teatro Karamu House, em Cleveland, Ohio. 

Ruth de souza
Ruth de Souza em sua primeira novela na Globo, Passos dos Ventos, em 1968 TV Globo/Divulgação

De volta ao Brasil, Ruth participou de programas de variedades e musicais no início da TV Tupi, além de adaptar para a televisão a peça O Filho Pródigo, que também já havia interpretado no Theatro Municipal. 

Continua após a publicidade

A atuação da artista no filme Sinhá Moça gerou a histórica indicação de Ruth à categoria de Melhor Atriz do Festival de Veneza em 1954, nomeação inédita para artistas brasileiros em premiações internacionais de cinema.

Em 1965, Ruth estrelou em sua primeira novela, “A Deusa Vencida”, de Ivani Ribeiro. Contratada em 1968 pela Globo, a atriz atuou em Passo dos Ventos, de Janete Clair. A lista de trabalhos na teledramaturgia só cresceu, ultrapassando a marca de mais de 30 novelas só na emissora. A atriz consolidou seu trabalho principalmente em histórias de época, gênero pelo qual ela era apaixonada.

Em 28 de julho de 2019, aos 98 anos, Ruth de Souza faleceu no Rio de Janeiro, devido a complicações derivadas de uma pneumonia.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade