CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Cronograma capilar: como funciona o passo a passo para cuidar dos fios

A cabeleireira Manu Xavier explica como a hidratação, nutrição e reconstrução são essenciais para o cabelo

Por Sarah Catherine Seles Atualizado em 21 jun 2022, 14h18 - Publicado em 22 jun 2022, 08h10

O cronograma capilar é uma rotina perfeita para manter os cuidados com o cabelo ao longo do mês. A técnica intercala hidratação, nutrição e reconstrução durante os dias da semana. Cada uma dessas etapas serve para reparar algum aspecto dos fios danificados por poluição, química, cloro, coloração ou descoloração, excesso de calor e outros fatores que são tão comuns e constantes na rotina. Quer saber como fazer? Nós te damos o passo a passo do processo que é recomendado para fios lisos, ondulados, cacheados, crespos e em transição capilar.

Dentro de quatro semanas, os tratamentos são intercalados de acordo com a necessidade de cada fio, para restaurar a saúde das madeixas. “Os cabelos naturais precisam muito de cronograma capilar porque a gente não conseguem repor o óleo natural que não chega até as pontas”, explica a cabeleireira Manu Xavier do Salão de beleza Meu Cabelo Natural.

Mas como saber do que meu cabelo precisa? Através do toque e da observação você consegue identificar qual é a maior necessidade do seu fio. “A falta de hidratação a gente consegue identificar no brilho e ao toque, dá para ver também que o cabelo não define tão bem. A nutrição é um pouco mais fácil, quando você pega no cabelo já percebe ele mais seco mesmo, isso indica a falta de óleo. A reconstrução é necessária quando tem mais fragilidade e fios mais fininhos”, aponta Manu.

Hidratação

“A hidratação serve para repor a água que o cabelo precisa, essencial para os fios, até mesmo para diminuir os efeitos da poluição”, aponta. Quando pensamos em cuidados capilares, a hidratação é o primeiro passo. 

Manu recomenda: “Sempre é bom investir em máscaras boas, aquelas que são liberadas, sem sulfato, silicone e parafina, por exemplo”. Os ativos principais para a hidratação são o D-Pantenol, babosa, manteiga de oliva e aminoácidos funcionais.

Continua após a publicidade

Nutrição

A nutrição serve para repor os óleos, nessa etapa usamos produtos mais oleosos. Os cabelos crespos e cacheados são os que mais precisam de nutrição para que os óleos cheguem nas pontas”, afirma Manu. Como a curvatura impede que os óleos produzidos pelo couro cabeludo cheguem até as pontas, é comum que este tipo de fio precise de um reforço maior da nutrição. 

Essa etapa é responsável por repor lipídios, ou seja, as gorduras produzidas pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo. O papel delas é criar uma camada protetora para os fios, o que deixa o cabelo macio, flexível e brilhante. O processo também é essencial para manter a hidratação dentro dos fios, os deixando protegidos e saudáveis de dentro para fora. É recomendado investir em produtos com óleo, como o de coco, rícino, abacate, proteína do ovo e azeite de oliva.

Já a umectação – que também pode vir nesta etapa e é muito usada por quem tem madeixas crespas ou cacheadas – consiste em banhar os fios em óleo vegetal antes de serem lavados ou durante a noite. A cabeleireira recomenda os óleos de abacate, semente de uva e calêndula para fazer o tratamento.

Reconstrução

A reconstrução é para aquele cabelo que precisa repor massa, fios que passaram por descoloração, mais fragilizados”, explica  a cabeleireira. É o processo que salva os fios quebradiços e atingidos por processos químicos. Através da reposição de proteínas, principalmente a queratina, a reconstrução capilar é a etapa mais potente do cronograma.

Ela só deve ser realizada semanalmente quando o cabelo estiver extremamente danificado e elástico. Caso contrário, o recomendado é que a reconstrução seja feita a cada 15 dias, intercalada com os outros tratamentos. Máscaras com queratina, responsável por manter o cabelo forte, com elasticidade e resistência, colágeno, creatina, arginina e cisteína são recomendadas.

Continua após a publicidade

Publicidade