Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Felipe Prior não será indiciado por acusações de estupro

A investigação foi enviada para o Ministério Público, que ainda poderá apresentar denúncia contra o ex-BBB

Por Da Redação - 5 ago 2020, 21h26

A 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Paulo concluiu nesta quarta-feira (5) que não houve crime nas denúncias de estupro e tentativa de estupro feitas pelo o ex-BBB Felipe Prior. A delegada titular Dra. Maria Valéria Pereira Novaes decidiu por não indiciar o arquiteto no inquérito policial que investigava as acusações, feitas por três mulheres. 

A defesa de Felipe Prior disse, em nota, que “sempre acreditou em sua inocência” e que “o trabalho criterioso e responsável da delegada, Maria Valéria Pereira Novaes, e sua equipe, permitiu que o acusado apresentasse as provas necessárias e imprescindíveis durante o inquérito policial. O que nós esperamos agora é que o caso seja encerrado para que a justiça se restabeleça e o Felipe Prior retome o curso normal de sua vida.”

O inquérito policial havia sido instaurado no dia 8 de abril, quatro dias após as três mulheres falarem à Marie Claire sobre os ocorridos. Os casos de violência sexual teriam ocorrido nos anos de 2014, 2016 e 2018. No dia 10 de julho, o inquérito voltou para a DDM, a pedido do MP e, então, uma nova testemunha foi ouvida. O MP ainda pode apresentar uma denúncia contra Prior e, então, caberá ao juiz decidir acatar ou não, o que poderia tornar Felipe Prior réu.

Conversando sobre notícias ruins com as crianças

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade