Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Atriz acusa diretor de “Velozes e Furiosos”, Rob Cohen, de estupro

Asia Argento revela em seu novo livro os dois estupros que sofreu. Segundo ela, o primeiro foi feito por Harvey Weinstein e o segundo por Rob Choen

Por Da Redação Atualizado em 24 jan 2021, 16h21 - Publicado em 24 jan 2021, 16h17

Um triste capítulo de violência sexual sofrido pela atriz italiana Asia Argento foi revelado ao jornal Corriere della Sera nesta sexta-feira (22). À frente do movimento Me Too, que denunciou uma série de agressões e assédios sexuais a partir de outubro de 2017, Asia acusou Rob Cohen, diretor do filme “Velozes e Furiosos”, por estupro.

“É a primeira vez que falo sobre Cohen. Ele abusou de mim, me fazendo beber GHB”, explicou sobre a substância conhecida como “droga do estupro”. “Na época, eu honestamente não sabia muito bem o que era. Acordei nua na cama dele pela manhã.”

A agressão aconteceu no ano de 2002, quando Asia participava do filme Triplo X, dirigido por Cohen. O episódio será relatado em detalhes na autobiografia da atriz, a Anatomia di Un Cuore Selvaggio, que será lançada no próximo dia 26, na Itália.

Segundo a atriz, Rob Cohen não foi o primeiro abusador em sua vida. Em 2017, ela denunciou o produtor americano Harvey Weinstein também por estupro. Na época, Asia tinha 21 anos.

O livro ainda aponta outras situações de violência sofridas por sua mãe Daria Nicolodi, durante a infância de Asia. “Comecei a escrever este livro antes de perder minha mãe. Espero que este segredo da violência recebida por ela ajude os outros a entender por qual motivo em alguns momentos da minha vida reagi agressivamente.”

  • Resiliência: como se fortalecer para enfrentar os seus problemas

    Continua após a publicidade
    Publicidade