Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Alta-costura outono/inverno 2023: os destaques do primeiro dia

Schiaparelli, Dior, Thom Browne e Iris Van Herpen trouxeram referências da arte e da arquitetura para os desfiles

Por Lorraine Moreira
Atualizado em 7 jul 2023, 18h17 - Publicado em 4 jul 2023, 09h48

A Semana de Alta-Costura outono/inverno 2023 chegou à Paris nesta segunda-feira (03). Nem metade das 32 grifes que vão aterrisar na capital francesa até o dia 6 se apresentaram, mas os desfiles deste primeiro dia já arrebataram os corações daqueles que amam moda. Entre os destaques de hoje, Schiaparelli, Dior, Thom Browne e Iris Van Herpen conquistaram os críticos.

Depois do real, o surreal de novo

Semana de moda
Schiaparelli na Semana de Alta-Costura. (@schiaparelli/Instagram)

Schiaparelli deu o start nos trabalhos de mais uma edição da haute couture. Se na temporada passada a inspiração saiu do livro O Inferno, de Dante Alighieri, resultando em looks virais com cabeças de animais, agora, Roseberry expandiu o foco para o legado da maison, traduzindo obras de diversos artistas.

O azul Klein, descoberto pelo artista francês Yves Klein, em 1958, coloriu vestidos e saias arquitetônicas; a obra Palm Leaf, Tangier, de Henri Matisse, serviu como base para uma estampa. O trabalho de ilustrações infantis do espanhol Joan Miró foi mais um referenciado, assim como as esculturas metálicas de Alberto Giacometti — que viraram um conjunto de casaqueto e saia espelhados.

Continua após a publicidade

A coleção aborda a ideia de liberdade, rebeldia e surrealismo, tudo em paralelo com a essência da marca, criada para romper paradigmas. Casacos de pelo e puff com silhuetas nada convencionais, separates de saia, top dramáticos e fendas profundas ajudaram a contar essa história. Vale lembrar dos acessórios icônicos, como a pulseira no formato de máscaras.

Semana de moda
Schiaparelli na Semana de Alta-Costura. (@schiaparelli/Instagram)

Pediram movimento?

Quando parecia impossível nos deslumbrar mais, Iris Van Herpen surgiu com uma coleção futurista. Architectonics trata de um universo único, onde criaturas aquáticas coabitam cidades flutuantes conosco. Para isso, contaram não só com a ajuda das ideias visionárias do arquiteto e oceanógrafo Jacques Rougerie, mas também com o design biônico. 

Semana de moda
Iris Van Herpen na Semana de Alta-Costura. (@irisvanherpen/Instagram)

Fluidez, fragmentação e mudança são evidentes nos padrões de luz e sombra que vibram ao redor do corpo, redefinindo os limites tradicionais da moda. As cores escolhidas remetem a corais, mas também a pedras preciosas terrestres. O que vimos de mais curioso são as hastes finas de fibra de vidro, cuidadosamente balanceadas para distribuir peso e vibração, criando uma interação de fluidez e fragmentação.

Continua após a publicidade

Branco, branco… e mais branco

Diretamente do Museu Rodin, em Paris, o desfile da Dior trouxe modelos inspirados em deusas greco-romanas. Tudo foi milimetricamente pensado, inclusive as paredes: na decoração, usaram obras da artista Marta Roberti que retratavam a aura feminina na posição de deusa ao longo da história.

Continua após a publicidade

Com mais de 66 looks, majoritariamente brancos ‒ fazendo jus à túnicas gregas ‒, Maria Grazia Chiuri pensou suas criações a partir de uma frase de Christian Dior sobre seu trabalho ser como os vestidos da antiguidade, que usavam da simplicidade para ganhar sofisticação.

Os detalhes ganham destaque justamente por não serem exagerados. A construção têxtil nos vestidos e os bordados simétricos, por exemplo, reinaram entre as roupas.

Semana de moda
Dior na Semana de Alta-Costura. (@dior/Instagram)

Moda nas retas

Uma das estreias mais aguardadas desta semana, Thom Browne deu um show nos corredores do auditório da casa de Ópera Garnier. Invertendo os papéis, ele colocou seus convidados no palco, enquanto a plateia era ocupada por imagens iguais de um homem.

View this post on Instagram

A post shared by FASHION NETWORK (@fashionnetworkcom)

O tradicional terno cinza, característico do estilista americano, apareceu transformado em criações futuristas. Com jogos de volume e silhuetas diferentes, explorou a moda no seu mais íntimo possível. O grande destaque, vale ressaltar, são as meias brancas de cano alto com listras na parte da panturrilha. A combinação do item com saltos grandes, inclusive, fez sucesso.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.