Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que os filhos de Kate e William não voltarão às aulas agora

Princesa Charlotte e príncipe George estudam na Thomas's Battersea, instituição de ensino particular, que fica em Londres

Por Da Redação 4 jan 2021, 19h05

Assim como todas as crianças das escolas primárias de Londres, George, 7 anos, e Charlotte, 5, filhos de Kate Middleton e príncipe William não voltarão para as aulas agora. A decisão partiu do prefeito de Londres Sadiq Khan que anunciou que as escolas primárias da cidade permanecerão fechadas por conta do número de casos de coronavírus na capital.

Thomas’s Battersea, escola particular de George e Charlotte, é uma das instituições que não poderá receber os alunos. O caçula Louis, 2 anos, também deve ser impactado pelas medidas de enfrentamento à pandemia, já que o seu ingresso na escola começaria neste ano.

“A decisão original do governo foi ridícula e tem causado grande confusão para pais, professores e funcionários em toda a capital”, escreveu o prefeito no Twitter. “É certo que todas as escolas em Londres sejam tratadas da mesma forma e que nenhuma escola primária em Londres seja forçada a abrir na segunda-feira.” Apenas crianças em situação de vulnerabilidade social poderão frequentar os locais de ensino.

Categorizada em um nível 4, a cidade pode ter apenas os cidadão circulando para comprar comida, fazer exercícios ao ar livre, ir aos compromissos médicos ou ao trabalho.

Estudar em casa não é uma novidade, já que em outros momentos da pandemia os londrinos tiveram que conviver com o aprendizado à distância das crianças. Em uma entrevista ao programa This Morning da ITV, Kate contou que deixar George entretido durante as aulas não era uma tarega fácil. “George fica muito chateado porque ele só quer fazer todos os projetos de Charlotte. Sanduíches de aranha são muito mais legais do que trabalhos de alfabetização!”, disse a duquesa.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade