Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Ops! Perfil da Família Real faz post acidental no Twitter

O conteúdo foi deletado em seis minutos, mas os internautas tiraram print e brincaram com a situação

Por Da Redação Atualizado em 11 dez 2020, 18h21 - Publicado em 11 dez 2020, 18h14

Atire a primeira pedra quem nunca mandou mensagem errada ou postou algo que se arrependeu. Em terras de redes sociais, os deslizes virtuais são são frequentes mesmo, atingindo até a realeza.

Nesta quinta-feira (10), o perfil oficial da Família Real (@theroyalfamily) escreveu “thanks”, em português “obrigado”, em um post no Twitter. No entanto, o tuíte foi deletado seis minutos depois.

Mesmo sem entender do que se tratava, a publicação ganhou 1.260 curtidas e 591 retuítes, além de piadas. “De nada, Liz, guardei o recibo caso você queira trocá-lo, certo?”, disse um internauta para rainha Elizabeth.

Assim como na “vida real”, a rotina virtual dos membros da realeza também possui diversos protocolos. Quer um exemplo? No início de dezembro, o perfil do Príncipe Charles e da Camilla no Twitter restringiu a capacidade de comentar nas postagens apenas àqueles internautas que a conta segue ou que são mencionados no tweet. Segundo o palácio, a medida foi tomada após respostas recentes que violavam as diretrizes de mídia social deles.

Os comentários negativos eram direcionados à Camilla e alimentados pela exibição da série The Crown, da Netflix, que retrata nesta temporada o início do relacionamento de Diana e Charles e o envolvimento com do príncipe com Camilla.

Essa decisão de limitar as interações nas contas da família real teve início em março de 2019, após ofensas destinadas principalmente à Meghan Markle. “Pedimos que qualquer pessoa envolvida com nossos canais de mídia social mostre cortesia, gentileza e respeito por todos os outros membros de nossas comunidades de mídia social”, informaram na época.

As diretrizes afirmam que os comentários não devem “conter spam, difamar qualquer pessoa, enganar os outros, ser obscenos, ofensivos, ameaçadores, abusivos, odiosos, inflamatórios ou promover material sexualmente explícito ou violência”.

Com isso, o palácio começou a informar que “se reservam o direito de ocultar ou excluir comentários feitos em nossos canais, bem como bloquear usuários que não sigam essas diretrizes. Também nos reservamos o direito de enviar quaisquer comentários que considerarmos apropriados às autoridades policiais para investigação, conforme acharmos necessário ou exigido por lei”.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade