Clique e assine com até 75% de desconto

Chrissy Teigen faz relato forte e emocionante sobre a perda de seu bebê

Jack, seu terceiro filho com John Legend, não sobreviveu a um parto prematuro de 20 semanas

Por Da Redação 28 out 2020, 19h10

No dia 1 de outubro, Chrissy Teigen e John Legend passaram por um momento muito difícil com a perda de seu terceiro filho, Jack, logo após o parto. A gravidez havia completado apenas 20 semanas.

View this post on Instagram

We are shocked and in the kind of deep pain you only hear about, the kind of pain we’ve never felt before. We were never able to stop the bleeding and give our baby the fluids he needed, despite bags and bags of blood transfusions. It just wasn’t enough. . . We never decide on our babies’ names until the last possible moment after they’re born, just before we leave the hospital.  But we, for some reason, had started to call this little guy in my belly Jack.  So he will always be Jack to us.  Jack worked so hard to be a part of our little family, and he will be, forever. . . To our Jack – I’m so sorry that the first few moments of your life were met with so many complications, that we couldn’t give you the home you needed to survive.  We will always love you. . . Thank you to everyone who has been sending us positive energy, thoughts and prayers.  We feel all of your love and truly appreciate you. . . We are so grateful for the life we have, for our wonderful babies Luna and Miles, for all the amazing things we’ve been able to experience.  But everyday can’t be full of sunshine.  On this darkest of days, we will grieve, we will cry our eyes out. But we will hug and love each other harder and get through it.

A post shared by chrissy teigen (@chrissyteigen) on

Continua após a publicidade

Ontem (27), pouco menos de um mês depois do ocorrido, a modelo usou sua conta no Instagram para fazer um relato forte e emocionante sobre a perda do bebê, explicando o que ocorreu durante a gravidez e o porquê de ter decidido publicar fotos dela e de John com Jack no colo quando estavam no hospital.

View this post on Instagram

I didn’t know how to come back to real life so I wrote this piece for Medium with hopes that I can somehow move on but as soon as I posted it, tears flew out because it felt so….final. I don’t want to ever not remember jack. . . Thank you to everyone who has been so kind. Thank you to the incredible doctors who tried so hard to make our third life a reality. Thank you to my friends and family and our entire household for taking care of me through all the adult diaper changes, bed rest and random hugs. Thank you John for being my best friend and love of my life. A lot of people think of the woman in times like this but I will never forget that john also suffered through these past months, while doing everything he could to take care of me. I am surrounded, in a human therapy blanket of love. I am grateful and healing and feel so incredibly lucky to witness such love.

A post shared by chrissy teigen (@chrissyteigen) on

Continua após a publicidade

“Eu não tinha ideia de quando me sentiria pronta para escrever isso. Parte de mim achava que seria logo no início, quando ainda estava realmente sentindo a dor do que aconteceu. Pensei em sentar no canto do meu quarto com as luzes apagadas e colocar para fora todos os meus pensamentos. Eu tomaria uma taça de vinho tinto, me aconchegaria com um cobertor e, finalmente, teria a chance de explicar o que aconteceu”, escreveu Chrissy.

“Estou lendo inúmeras anotações que fiz no meu celular – pensamentos que tive nas últimas semanas. Eu não sabia como começar isso, mas parece certo começar com um ‘obrigada’. Mensagens de estranhos nas redes sociais têm consumido meus dias, a maioria começando com: ‘Você provavelmente não vai ler isso, mas …’. Posso assegurar que sim, eu li (…). Depois que perdemos Jack, fiquei extremamente preocupada por não ser capaz de agradecer a todos por sua extrema bondade. Muitos compartilharam experiências pessoais incríveis, alguns compartilharam livros e poemas. Queria agradecer a todos, compartilhar nossa história com cada pessoa individualmente. Mas eu sabia que não estava em condições de fazê-lo. Agradeço a todos e cada um deles”, continuou.

Chrissy relatou que, no hospital, havia pessoas celebrando e aplaudindo do lado de fora do quarto onde estava com o marido porque sabiam que ela estava prestes a ter um bebê. “Nesse momento, eu já sabia o que estava prestes a acontecer. Eu tomaria uma anestesia e o parto seria induzido. Eu estava em repouso há mais de um mês tentando fazer com que ele chegasse nas 28 semanas, uma zona mais ‘segura’ para o feto. Meus médicos me diagnosticaram com uma ruptura parcial da placenta. Sempre tive problemas com a placenta. Eu tive que dar à luz Miles um mês mais cedo porque o estômago dele não estava recebendo alimento suficiente da minha placenta. Mas essa foi a primeira vez que houve uma ruptura”, explicou.

“Nós acompanhamos bem de perto, torcendo para que as coisas melhorassem e parassem. Na cama, eu sangrei e sangrei, pouco, mas durante o dia todo, trocando minhas fraldas a cada duas horas quando ficava muito desconfortável ficar deitada no sangue”, contou. Chrissy passou esses dias em casa e recebia visitas diárias dos médicos. Depois de uma noite difícil, em que o sangramento piorou e o líquido em volta de Jack estava escasso, foi ao hospital.

“Em alguns momentos, eu juro que poderia sentir seus braços e pernas de fora da minha barriga. Depois de algumas noites no hospital, meu médico disse que era hora de me despedir dele, ele não ia sobreviver. E se esperássemos mais um pouco, eu também não ia. Nós fizemos várias transfusões de sangue, mas foi como se nunca tivessem passado por mim (…). No momento, eu chorei um pouco e depois minha respiração não acompanhava a minha profunda tristeza. Enquanto escrevo isso, posso sentir a dor novamente. Colocaram oxigênio no meu nariz e boca, e essa foi a primeira foto que vocês viram”, relatou.

A modelo afirmou que não se importou com os comentários negativos de algumas pessoas nas fotos que ela resolveu tirar. Segundo ela, seu marido, John, também ficou hesitante no momento. “Não importava o quão desconfortável era. Eu expliquei para John que eu precisava das fotos. Ele odiou, posso sentir. Não fazia sentido para ele no momento, mas eu sabia que precisava ter esse momento para sempre, da mesma maneira que me lembro de nós dois nos beijando no casamento e quando chorei com a chegada de Luna e Miles. Eu sabia que tinha que compartilhar essa história. Pouco me importei que vocês odiaram as fotos ou se vocês não fariam isso. Eu passei por isso, escolhi fazer isso, e as fotos são somente para as pessoas que viveram esse momento. Seus pensamentos não importam para mim”.

“Não tenho certeza se algum dia vou esquecer essa experiência. Sempre brinquei que adorava a anestesia na hora do parto, mas não dessa vez. Esperei horas até que me falassem que era o momento de empurrar. Não precisei de muita força, afinal, ele ainda era pequenininho. Quando ele saiu, nós o seguramos e fizemos nossas despedidas. Minha mãe soluçava enquanto rezava em tailandês. Pedi para as enfermeiras me mostrarem suas mãos e pés e eu o beijava. (…) Tudo o que sei é que as cinzas de Jack estão em uma pequena caixa, prontas para serem enterradas com uma árvore na nossa nova casa. A que compramos pensando em seu quarto”, continuou Chrissy. “Eu sempre esqueço que não estou mais grávida. Eu seguro minha barriga quando ando por aí e fico nervosa quando as crianças pulam em cima de mim (…). Eu me sinto mal de tornar nosso luto tão público porque sempre tornei nossa alegria pública”.

A modelo finalizou com uma homenagem ao filho. “Escrevi isso porque eu sabia que precisava dizer algo antes de seguir em frente com minha vida. Jack sempre será amado e lembrado pelas nossas crianças como existente no vento, nas árvores e nas borboletas que eles veem. Obrigada a cada um que pensou em nós ou nos enviou amor. Nós somos muito sortudos”.

Após publicar o texto, Chrissy recebeu apoio de amigos famosos e fãs. “Eu sinto muito, Chrissy e John. Um enorme abraço virtual cheio de amor”, escreveu Viola Davis. “Estamos sempre aqui e amamos muito vocês!”, disse Kim Kardashian.

  • Estou com câncer de mama. E agora?

    Continua após a publicidade
    Publicidade