Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Inep altera gabarito do Enem após acusações de racismo

Alternativas apontadas como corretas na prova de linguagens geraram polêmicas e foram contestadas nas redes sociais

Por Da Redação 28 jan 2021, 16h30

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, órgão responsável pela realização do Enem, anunciou nesta quinta-feira (28) que foram feitas duas alterações no gabarito do exame de 2020.

A mudança de duas respostas na prova de linguagens se deu após ser apontado que as alternativas indicadas como corretas pelo Instituto apresentavam cunho racista.

A primeira pergunta, na prova de inglês, pedia aos candidatos que interpretassem um trecho do livro Americanah, da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie.

Nele, duas mulheres negras em um salão de beleza conversam sobre alisar ou não os fios. Diante da sugestão da cabeleireira Aisha de que o alisante tornaria mais fácil pentear os cabelos, a protagonista Ifemelu rebate, dizendo que gosta de seu cabelo natural e que não é difícil pentear os cabelos se eles estiverem hidratados corretamente.

Trecho de questão do Enem 2020
Inep/Reprodução

A prova pede, então, que o candidato classifique os argumentos de Ifemelu. Para muitos que prestaram o exame e professores que corrigiram as provas, a resposta certa seria a alternativa C (“revelam uma atitude de resistência”). Contudo, no gabarito oficial, a alternativa D (“demonstram uma postura de imaturidade”) foi marcada como correta.

Continua após a publicidade

Ainda no caderno de linguagens, uma outra pergunta explica que, ao pesquisar no Google nomes comuns entre negros nos Estados Unidos, há maiores chances de anúncios que oferecem checagem de antecedentes criminais aparecerem.

Trecho que pergunta do Enem 2020
Inep/Reprodução

Em seguida, o exame pergunta: “O texto permite o desnudamento da sociedade ao relacionar as tecnologias de informação e comunicação com o(a)…”. Apesar da maioria das correções indicar a alternativa que fala de preconceito, o primeiro gabarito divulgado pelo Inep apontava “linguagem” como resposta certa.

Após as contestações, o Instituto declarou em nota divulgada na manhã de hoje (28) que “foi identificada uma inconsistência no material”, mas que o mesmo passou por revisão. As versões corrigidas dos gabaritos podem ser acessadas aqui.

Leia a nota na íntegra:

“O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) esclarece que, após a publicação dos gabaritos oficiais da versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, foi identificada uma inconsistência no material. A autarquia verificou que uma modificação feita no gabarito após o retorno das provas para o Inep não foi salva no banco de dados. Em função disso, a área técnica providenciou uma revisão no material. O instituto já disponibilizou as versões corrigidas no seu portal.”

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

    Continua após a publicidade
    Publicidade