Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

10 filmes brasileiros para assistir e celebrar o Dia do Cinema Nacional

Todos eles estão disponíveis em plataformas de streaming

Por Maria Clara Serpa (colaboradora) - Atualizado em 19 jun 2020, 21h30 - Publicado em 19 jun 2020, 20h15

Nesta sexta (19), é celebrado o Dia do Cinema Nacional. Mesmo com dificuldades de financiamento, o cinema brasileiro é muito rico e possui inúmeras indicações em prêmios importantes inclusive internacionais. Para comemorar o dia, selecionamos 10 filmes nacionais que estão disponíveis em plataformas de streaming para você assistir no final de semana. Confira:

Hoje eu quero voltar sozinho, Netflix

Reprodução/Divulgação

Lançado em 2015, Hoje eu quero voltar sozinho conta a história de Leonardo, um adolescente com deficiência visual que busca sua independência em meio à sua relação com sua mãe superprotetora. Quando conhece Gabriel, um menino novo na cidade, ele começa a ter sentimentos que nunca teve por mais ninguém e passa a descobrir mais sobre si mesmo e sua sexualidade.

O enredo do filme começou em um curta-metragem lançado em 2010 com o nome de Eu não quero voltar sozinho, que fez tanto sucesso que anos depois evoluiu para o longa. O filme foi escolhido pelo Ministério da Cultura para representar o Brasil no Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2015, porém não foi finalista e concorreu ao GLAAD Awards na categoria de Melhor Lançamento Limitado, um dos mais importantes prêmios da comunidade LGBT.  O filme foi eleito também como o melhor da mostra Panorama do Festival de Berlim pelo voto da crítica e ganhou o prêmio Teddy, destinado a longas com temática homossexual, no mesmo evento. Assista ao trailer.

Aquarius, Netflix

Reprodução/Divulgação

Clara, uma jornalista aposentada, é a última moradora de um edifício chamado Aquarius na Av. Boa Viagem, em Recife. Uma imobiliária conseguiu comprar todos os outros apartamentos visando derrubar o prédio para construir outro mais moderno no ligar. No decorrer do filme, acompanhamos a rotina da protagonista e todos os tipos de ameaça que recebe por parte da construtora para mudar de ideia quanto à venda do imóvel.

Continua após a publicidade

A primeira exibição de Aquarius foi no Festival de Cannes em 2016 e concorreu à Palma de Ouro. Sônia Braga, que interpreta a personagem principal, também venceu o prêmio de Melhor Atriz em diversas premiações da América Latina. Assista ao trailer.

Cidade de Deus – 10 anos depois, Netflix

Reprodução/Divulgação

O documentário lançado em 2015 busca resgatar os dez anos passados desde o lançamento de Cidade de Deus, um dos maiores filmes brasileiros que foi indicado quatro vezes ao Oscar. O filme mostra como a vida dos personagens do longa mudou na última década, com entrevistas de nomes como Seu Jorge e Alice Braga. Fernando Meirelles, diretor de Cidade de Deus, participou da produção. Assista ao trailer.

Sobre nós, Amazon Prime Video

Reprodução/Divulgação

Diego é um jovem brasileiro que decide deixar sua cidade natal para estudar cinema na Califórnia. Na época, ele namorava Matheus, e sofre por ter que deixar o amor para trás. Dez anos depois, já formado como cineasta, ele volta ao Brasil e decide fazer um filme sobre sua história de amor com Matheus. Assista ao trailer.

Canta Maria, Amazon Prime Video

Reprodução/Divulgação

Canta Maria se passa nos anos 30 no nordeste brasileiro. Maria, interpretada por Vanessa Giácomo, vive com os país em uma fazenda próxima a um vilarejo tranquilo. Certo dia, Lampião, o mais famoso cangaceiro da época, chega ao local e é abrigado pelos pais de Maria que, quando são descobertos, são mortos por soldados. Muito machucada, ela é levada para a casa de um tio, onde ela descobre novas paixões. Assista ao filme.

Continua após a publicidade

Entre nós, Globoplay

Reprodução/Divulgação

Dirigido por Paulo Morelli, Entre nós foi lançado em 2013 com grandes nomes da televisão como Carolina Dieckman, Caio Blat e Paulo Vilhena. Isolados numa casa de campo, um grupo de amigos decide escrever e enterrar cartas destinadas a eles mesmos, para serem abertas dez anos depois. Porém, após uma tragédia ocorrida no mesmo dia, os amigos ficam dez anos sem se reunir.

Passado todo o tempo, no entanto, alguns deles fazem questão de reunir toda a turma de novo para cumprir o combinado. O reencontro traz à tona antigas paixões e um segredo que mudará todo o rumo da história. Assista ao filme.

O Auto da Compadecida, Globoplay

Reprodução/Divulgação

O clássico, que celebra 20 anos em 2020, não poderia ficar de fora da lista. Baseado na peça teatral de mesmo nome do escritor paraibano Ariano Suassuna. O filme conta a história dos amigos João Grilo e Chicó, homens pobres e que passam por dificuldades sobreviver no sertão nordestino.

Apesar de ser uma comédia, O Auto da Compadecida também é uma denúncia sobre as dificuldades enfrentadas pelos moradores da região, que sofre com a seca e a falta de recursos. O filme é um grande sucesso desde seu lançamento no Brasil e em outros países. Assista ao filme.

Continua após a publicidade

Benzinho, Telecine

Reprodução/Divulgação

Irene tem quatro filhos e se desdobra para conseguir trabalhar e terminar seus estudos. A situação se torna ainda mais difícil quando seu filho mais velho Fernando é convidado para jogar handebol na Alemanha. Ela, que não está preparada para se despedir do filho, tem que se acostumar com a ideia em poucos dias antes que ele embarque. Assista ao filme.

Era o hotel Cambridge, Telecine

Reprodução/Divulgação

Um grupo de refugiados recém-chegados ao Brasil busca abrigo em um velho edifício do centro de São Paulo. Lá, já vive um grupo de pessoas sem-teto que tem que lidar com os novos morados e aprender a conviver com pessoas tão diferentes, mas, ao mesmo tempo, com realidades parecidas com as suas.

O filme, dirigido por Eliane Caffé, é um resultado da união da Frente de Luta por Moradia (FLM), do Grupo Refugiados e Imigrantes Sem Teto (GRIST) e da Escola da Cidade. O enredo consegue tratar com profundidade a história de vários personagens e é extremamente atual. Assista ao filme.

Que horas ela volta?, Telecine

Reprodução/Divulgação

Val é a empregada doméstica de uma família de elite de São Paulo. Assim como muitas outras mulheres, ela teve de deixar a terra natal, Pernambuco, e a filha, para se mudar para São Paulo e conseguir mandar dinheiro para casa. Ela já trabalha para a família há mais de 13 anos quando Jéssica, sua filha, resolve ir para São Paulo fazer vestibular. Os patrões de Val a recebem em sua casa, mas a partir daí começam vários conflitos entre as famílias, já que Jéssica não aceita a separação de classes impostas no lugar.

Continua após a publicidade

Que horas ela volta? é um retrato da desigualdade social brasileira e da realidade de muitas mulheres nordestinas. Protagonizado por Regina Casé, o filme estreiou no Festival de Sundance, nos Estados Unidos e foi muito bem recebido pela mídia. Atualmente é considerado um dos 100 melhores filmes brasileiros, segundo a Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Assista ao filme.

O que você precisa saber sobre gravidez em tempos de pandemia

Publicidade