CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Animais de poder: entenda o que são e o significado dos arquétipos

Os animais de poder são energias que nos ajudam a descobrir e aperfeiçoar quem somos

Por Kalel Adolfo Atualizado em 15 jul 2022, 16h13 - Publicado em 16 jul 2022, 08h05

Você já deve ter percebido que as pessoas têm personalidades que se assemelham ao comportamento de certos animais. Por exemplo: um indivíduo que prefere estar sozinho pode facilmente ser associado ao lobo. Ou então, alguém que tenha facilidade em liderar e estar em evidência pode ser comparado a um leão. O que não falta são semelhanças entre os seres humanos e a fauna. E para o xamanismo, isso pode ser explicado através dos animais de poder. Todas as criaturas existentes — sejam mamíferos, aves, insetos ou seres místicos como a fênix — possuem energias específicas que nos auxiliam a despertar o nosso poder pessoal e viver de maneira mais harmônica.

Ainda está confusa? Pense nas casas do mapa astral: todos nós temos doze planetas que interferem em nossa personalidade e nos dão direcionamentos valiosos sobre a vida, certo? Com os animais de poder, é a mesma coisa. Desde que nascemos, carregamos a energia de um animal que nos guia em nossa jornada física, emocional e espiritual. E quando despertamos essa força, conseguimos nos conectar tanto com o universo como com quem realmente somos.

Pensando nisso, Claudia entrevistou Gustavo Bondioli, dirigente do Templo Xamânico Sete Flechas (@temploxamanico), que explica como funcionam alguns dos arquétipos mais comuns dos animais de poder. Confira:

Águia

De acordo com Gustavo, a águia carrega a força da assertividade: “Ela voa acima da montanha e, lá do alto, consegue enxergar o que precisa atacar”, explica. Essa visão ampla sobre o todo faz com que o animal tenha uma grande plenitude. O especialista também esclarece que esse é um arquétipo importante pois, muitas vezes, focamos tanto em assuntos específicos de nossas rotinas, que acabamos esquecendo todo o resto.

“Meditar para se conectar com essa força é como estar voando nos céus. Lá de cima, você tem uma visão geral de sua vida que faz você reorganizar suas prioridades. A águia tem essa pontualidade de saber exatamente o que deseja. Quando ela quer, ela concretiza. Não há botes em falso.”

Leão

Ter o leão como um animal de poder é extremamente poderoso, pois este ser nos ensina a abraçar o poder pessoal e a autoconfiança. Para Bondioli, o arquétipo traz principalmente a força da liderança: “Não é sobre ser líder no sentido de comandar pessoas, mas, sim, liderar a si mesmo. Ele é o rei da selva. Portanto, seja o rei (ou rainha) de sua própria vida.”

Lobo

Comumente, o lobo é associado a um arquétipo de solidão. Contudo, o dirigente nos lembra que o animal também precisa da força da alcateia. “Ele transmite o senso de lealdade. Pessoas que têm o lobo podem ter a necessidade de estar sozinhas para se autoconhecer. Porém, a união com quem amamos é tão importante quanto a questão da solitude”, esclarece.

Gustavo reforça que o animal também é sinônimo de liberdade: “Ele corre para quais direções quiser, sempre pronto para fazer as coisas acontecerem.”

Serpente

Por mais que a cobra represente a traição e a falsidade em oráculos como o tarô e o baralho cigano, ela possui um significado bem diferente no xamanismo. “A serpente precisa trocar de pele. Portanto, ela é símbolo de cicatrização, transformação e mudança. É aquele ser que nos ensina a trocar de pele para abraçar o novo”, diz Gustavo.

Continua após a publicidade

O espiritualista revela que, em momentos de transição espiritual, emocional ou material, a energia da cobra pode fornecer orientações e direcionamentos valiosos.

Raposa

Assim como a cobra, a raposa também é vista como um ser traiçoeiro. Porém, esse é um animal extremamente inteligente, representando um ótimo aliado para situações complexas. “Elas são astutas, rápidas e ‘malandras’. Sabe aquela malandragem para driblar situações delicadas? Esse é o papel deste ser: fornecer sabedoria para desviar de perigos iminentes.”

Abelha

Este arquétipo traz a energia da comunicação, da organização e do trabalho intenso, pois as abelhas nunca interrompem seus serviços. E detalhe: elas fazem tudo com harmonia. Por isso, indivíduos com a energia da abelha têm facilidade para liderar equipes ou empresas de forma saudável.

“A abelha é pacífica e não sai atacando gratuitamente. Quando ela ferroa, é ‘game over’. E de certa forma, o mesmo vale para a gente, em diferentes níveis”, clarifica.

Fênix

Engana-se quem pensa que animais místicos não são válidos no xamanismo. “Apesar de não termos a fênix em nosso plano, ela é incrível. As mulheres trazem bastante essa força ancestral, pois foram queimadas no passado, e hoje, renascem sem perder a essência de quem são. E essa é a energia deste arquétipo.”

Segundo Bondioli, a fênix nos ensina a morrer e renascer sem deixarmos a nossa identidade de lado. “Ela transmite essa simbologia da vida e seus ciclos. Dentro do xamanismo, é necessário morrer para renascer numa melhor versão.”

Coruja

Assim como outros animais, a coruja carrega a energia da sabedoria e astúcia. Porém, há um diferencial: ela consegue enxergar o que mais ninguém consegue. “Esse é um arquétipo muito forte. Quando estamos perdidos na vida, sem enxergar a luz, a coruja pode nos ajudar. Não podemos esquecer que estamos falando de um predador, que também realiza ataques e botes extremamente certeiros.”

Como descobrir qual é o meu animal de poder?

A jornada para descobrir qual é o nosso animal de poder deve ser feita em um templo xamânico. Normalmente, um especialista irá te colocar num transe através de sons de tambores, iniciando a experiência de descoberta. Agora, se você quer saber mais detalhes, confira a nossa matéria completa sobre animais de poder, publicada na edição de julho de CLAUDIA.

Continua após a publicidade

Publicidade