Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Governo francês repudia fake news sobre educação sexual para crianças

Falsa informação sobre educação sexual na pré-escola viralizou na França e promoveu uma posição por parte do governo francês sobre o assunto

Por Da Redação Atualizado em 3 set 2018, 20h54 - Publicado em 1 set 2018, 15h29

Uma fake news – aquele tipo de falsa informação – sobre cursos de educação sexual na pré-escola viralizou nos últimos dias na França e promoveu uma posição por parte do governo francês sobre o assunto.

Documentos ilegítimos e vídeos circularam pela web trazendo alertar sobre o conteúdo que seria ministrado às crianças da França nas próximas semanas. Nas gravações, por exemplo, uma mulher afirma que práticas sexuais vão ser ensinadas para os alunos. Entretanto, esta informação é falsa.

Segundo informações da agência francesa RFI, o conteúdo que se espalhou pela internet logo esbarra em contradição por mencionar a lei contra violências sexuais e sexistas apresentada por Marlène Schiappa, secretária do governo para a igualdade entre homens e mulheres. O texto, promulgado em 3 de agosto de 2018 no país, não aborda a questão da educação sexual.

A secretaria, na realidade, anunciou uma circular em que se pede uma melhor aplicação de uma lei de 2001, que prevê três sessões de educação sexual por ano, da escola primária ao ensino médio. Ou seja, nenhuma relação sobre aulas de sexualidade para crianças de quatro anos da pré-escola.

“É um absurdo falar em masturbação ou qualquer outra prática sexual a crianças, muito menos quando elas têm quatro anos”, declarou Schiappa durante uma sessão Facebook live organizada pelo partido governista LREM.

Leia mais: Como conversar com seus filhos sobre sexo?

Continua após a publicidade
Publicidade