CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

É diferente: saiba identificar os 5 sintomas da nova variante Ômicron

Os sintomas na cepa recém descoberta são diferentes de outras variantes

Por Da Redação 2 dez 2021, 17h27

A Ômicron, descoberta na última semana pela África do Sul e classificada como variante de preocupação (VOC), pela Organização Mundial da Saúde (OMS), possui sintomas diferentes das cepas que circulam pelo país. A nova variante já está presente no Brasil e em outros 28 países.

Pesquisas serão realizadas para determinar a transmissibilidade, letalidade e resistência às vacinas já existentes no mundo. Uma informação já obtida é que os sintomas na nova variante se diferem da Delta, responsável pela maior parte dos casos de coronavírus nos países.

Coronavírus
(Foto: Malte Mueller)/Getty Images

Angelique Coetzee, médica que atendeu pacientes com a Ômicron antes de ser oficialmente descoberta, notou mudança nos sintomas apresentados pelos pacientes. Angelique, que também é presidente da Associação Médica da África do Sul, relata que as principais queixas das pessoas infectadas foram: 

  • Cansaço
  • Dores musculares
  • “Coceira na garganta” ou “garganta arranhando”
  • Febre baixa (em poucos casos)
  • Tosse seca (em poucos casos)

Para a médica, os sintomas da nova variante são semelhantes aos da variante Beta. O cansaço excessivo foi o principal fator que levou as pessoas a procurar atendimento médico. Na Delta, os sintomas comuns eram: pulsação elevada, baixos níveis de oxigênio e perda de olfato e paladar.

Recuperados da Covid-19 podem ter sequelas psicológicas, como ansiedade e depressão, e neurológicas, como perda do olfato a longo prazo, fadiga e até AVCs

Os pacientes infectados com a Ômicron apresentaram sintomas leves até o momento. Ainda assim, a nova cepa preocupa a OMS e o mundo porque ela já apresenta 50 mutações. Dessas, 32 na proteína S, o alvo principal das vacinas desenvolvidas.

Observações preliminares apontam que ela pode ser mais transmissível do que a Delta, visto que a Ômicron aumentou o número de casos de Covid-19 na África do Sul, país que detectou a nova variante.

Continua após a publicidade

Publicidade