CLIQUE E ASSINE A PARTIR R$ 6,90/MÊS

Violência doméstica cresce e buscas batem recorde no Google

Desde 2006 não se buscava tanto pelo assunto no País, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 25, Dia para a Eliminação da Violência contra as Mulheres

Por Da Redação Atualizado em 25 nov 2021, 16h34 - Publicado em 25 nov 2021, 16h26

Nesta quinta-feira (25), a ONU Mulheres começa uma campanha internacional contra a violência de gênero, que marca o Dia  Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres. O Brasil é o quinto país com mais crimes de gênero, segundo uma lista levantada pela Organização das Nações Unidas.

As atividades serão realizadas até 10 de dezembro, quando é celebrado o Dia dos Direitos Humanos. Desde 1991 a campanha promove uma agenda global para prevenção e combate da s.violência contra mulheres e menina

Um relatório da ONU Mulheres apontou que durante a pandemia de coronavírus os números de violência doméstica aumentaram no mundo. Os dados indicam que duas em cada três mulheres já sofreram ou conhecem alguém que sofre algum tipo de violência. Dessas, apenas 10% registraram as agressões.

Procura pelo termo violência doméstica explodiu no Google neste ano

Dados do Google Trends apontam que as buscas por violência doméstica bateram o recorde dos últimos 15 anos no Brasil em 2021. Desde 2006 não se buscava tanto pelo assunto no País quanto o verificado neste ano. 

violÊncia contra mulher
Google Trends/Divulgação

O interesse pelo tema cresce, ininterruptamente, há sete anos no Brasil. Desde 2014, as buscas por violência doméstica sobem ano a ano e já é o tipo de violência mais buscado no país, seguido por “violência contra a mulher” e “violência no brasil”.

Nos últimos 12 meses, duas cidades brasileiras aparecem no ranking global das 40 cidades que mais buscaram por violência doméstica em todo o mundo: Rio de Janeiro (32º) e São Paulo (40º).

Em 2021, as buscas por “denúncia violência doméstica” alcançaram o segundo ponto mais alto da série histórica do Google Trends, em 2004. O interesse atual só perde para o registrado em 2020, ano de interesse recorde pelo tema.

Continua após a publicidade

As buscas por “disque denúncia” junto aos termos “violência doméstica” também estão no segundo maior nível de todos os tempos, novamente o patamar só é inferior ao do último ano.

Entre novembro de 2016 e novembro de 2021, as buscas por “disque denúncia” junto à “violência doméstica” cresceram 80% em comparação com os cinco anos anteriores.

lei maria da penha
Google Trends/Divulgação

Apesar da alta nas buscas por violência doméstica, as consultas por lei maria da penha nos últimos dois anos ficaram no patamar mais baixo desde 2006, quando a lei foi sancionada. O ano de 2021 é a segunda pior marca em interesse de busca para a Lei, atrás apenas de 2020.

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos revelou que no Brasil mais de 100 mil casos de violência contra a mulher foram registrados desde o início da pandemia. 

Um levantamento realizado pelo Unicef em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), aponta que no país a cada 60 minutos, cinco crianças ou adolescentes são vítimas de violência sexual.

Além dos números referentes à violência sexual infantil, que apontou que em média 45 mil crianças ou adolescentes foram vítimas de estupro por ano, a pesquisa ainda mostrou que, a cada ano, cerca de 7.100 crianças ou adolescentes são mortos de forma violenta no país, uma média de 20 homicídios por dia.

A campanha da ONU Mulheres busca conscientizar sobre esses dados, as formas de pedir ajuda e ainda diminuir a alta incidência de casos.

Continua após a publicidade

Publicidade