‘Chuva escura’ assusta paulistana no dia em que o céu escureceu na cidade

Dona de casa que costuma armazenar água para regar plantas se espantou com o que viu

Uma moradora de São Paulo levou um susto ao perceber que a água da chuva que estava coletando tinha uma cor bem mais escura que o de costume. O caso aconteceu na segunda-feira (19), dia em que o céu da cidade escureceu por volta das 15h.

De acordo com a dona de casa Aparecida de Moura Xavier, em relato feito à VEJA São Paulo, a água estava preta e com cheiro de queimado. Ela costuma coletar a chuva desde 2014 para regar suas plantas e lavar sua casa. “A água estava escura e com uma espuma amarelada. Além de estar com um cheiro muito forte de queimado”, relatou.

Veja o que está bombando nas redes sociais

Aparecida estranhou a substância e consultou a água que caia do telhado de seu vizinho. Percebendo que a situação era a mesma, ela optou por não usar o volume de água que recolheu. “Fiquei com medo. Não vou jogar isso aí nas minhas plantas, não”.

Uma análise realizada pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo confirmou que a substância das queimadas que ocorreram na região amazônica afetou a água da chuva que a dona de casa recolheu.

O cinegrafista Leandro Matozo, fiho de Aparecida, publicou em suas redes sociais fotos dos baldes cheios de água escura. “A chuva de hoje chamou a nossa atenção. Olha a cor do chorume que caiu do céu paulistano”, comentou. 

O caso não foi isolado. Outras pessoas relataram que coletaram água cinza chumbo que caiu do céu. O líquido tinha um forte cheiro de fumaça.

Leia mais: Por que o dia virou noite em São Paulo

+ Menina de 10 anos impede irmão de ser enforcado no elevador

PODCAST De onde tirar forças para enfrentar a dor