Versão brasileira de índice de transparência da moda é apresentada

Programa analisa o quanto 20 grandes marcas da indústria assumem publicamente informações sobre suas cadeias produtivas

São Paulo foi palco, neste sábado (28), de um dos encontros realizados pelo país como parte da Semana Fashion Revolution. A semana, organizada pelo núcleo brasileiro do movimento Fashion Revolution, visa aumentar a conscientização sobre o custo da moda e seu impacto em todas as fases do processo de produção e consumo.

Na ocasião, foi lançado o projeto da versão brasileira do Índice de Transparência da Moda Fashion Revolution. A pesquisa vai analisar o quanto 20 grandes marcas da indústria estão disponibilizando publicamente informações sobre suas cadeias produtivas, em prol de uma comunicação mais direta com a sociedade. A previsão é que o índice esteja disponível para download em outubro deste ano.

Durante o dia de evento, realizado no Unibes Cultural, na Zona Oeste da capital paulista, falou-se sobre os cinco anos da tragédia de Rana Plaza, em Bangladesh. Na ocasião, um prédio onde atuavam diversas confecções de tecido desabou e matou 1127 pessoas. O caso trouxe à tona a discussão sobre normas básicas de segurança no país e o lado obscuro da indústria de roupas internacional.