Político detona família real e causa polêmica no Reino Unido

O relacionamento de Harry e Meghan, a possível sucessão de Charles e até o peso da Rainha-Mãe foram os "tópicos" das declarações de Nigel Farage

Nigel Farage, político conservador do Reino Unido, fez uma série de críticas à família real durante conferência de extrema-direita na Austrália, no último final de semana. Príncipe Harry e Meghan Markle foram os mais “detonados” pelo líder do partido do Brexit, mas Príncipe Charles e a Rainha-Mãe não ficaram isentos das declarações polêmicas, que foram obtidas pelo jornal britânico The Guardian.

Para Farage, a popularidade de Harry “caiu de um penhasco” desde que ele conheceu Meghan. Segundo o político, o príncipe era mais querido pela população britânica quando “era jovem, corajoso, barulhento” e quando “se metia em encrencas, aparecendo em festas com roupas inapropriadas, bebendo demais e causando todo o tipo de caos”, disse.

Veja o que está bombando nas redes sociais

“Ele era o mais popular membro da família real da geração jovem que nós vimos nos últimos 100 anos”, declarou Farage. “E aí ele conheceu Meghan Markle e a popularidade dele caiu de um penhasco”, completou.

O político ainda criticou as campanhas ambientalistas de Harry e Meghan. Recentemente, o casal anunciou que não querem ter mais de dois filhos, como uma tentativa de lutar contra as mudanças climáticas. Farage considerou a ideia “irrelevante”, porque “a população do globo está explodindo”.

“O Príncipe Harry ter dois filhos é algo irrelevante, dado que agora existem 2,6 bilhões de chineses e indianos na Terra”, afirmou o líder do partido Brexit.

Críticas à mãe da Rainha e Príncipe Charles

Nigel Farage Nigel Farage fazendo seu discurso durante conferência na Austrália

Nigel Farage fazendo seu discurso durante conferência na Austrália (Daily Mail/Reprodução)

A Rainha Elizabeth recebeu elogios de Farage, que a saudou como uma “mulher incrível e inspiradora”. Já a falecida Rainha-Mãe foi considerada por ele como “uma bebedora de gim ligeiramente gorda e fumante de cigarro que viveu até os 101 anos de idade”.

O político ainda aproveitou para enfatizar que deseja que Rainha Elizabeth viva por mais anos para impedir que Príncipe Charles assuma o trono.

“Quando se trata de seu filho, do ‘Menino Charlie’ e mudanças climáticas, oh queridos… Tudo o que eu posso dizer é que ‘Menino Charlie’ está agora com 70 anos… Que a Rainha viva por muito, muito tempo”, declarou Farage.

O porta-voz do líder afirmou ao The Guardian que os comentários polêmicos não faziam parte do discurso preparado originalmente para a conferência.

Leia também: A Rainha Elizabeth II irá se aposentar aos 95 anos?

+ Meghan Markle indica seus 12 livros favoritos para relaxar

Carga mental: você se sente sobrecarregada em casa?