Parlamentares se solidarizam com a luta de Meghan contra a mídia

No início de outubro, a Duquesa de Sussex abriu um processo contra um jornal

Parlamentares britânicos expressaram solidariedade com Meghan Markle, 38 anos, por sua luta contra a mídia. Todos demonstraram apoio à Duquesa de Sussex após a publicação de reportagens que falam sobre seu caráter e de sua família. 

Não perca o que está bombando nas redes sociais

No início de outubro, Meghan abriu um processo contra um jornal por conta de “assédio” de alguns setores da mídia do Reino Unido. Na época, Harry disse que a maneira como os jornais estavam tratando sua esposa lembrava a abordagem que tinham com sua mãe, Lady Di

Em um documentário recente, o casal falou sobre a pressão da atenção midiática. Além disso, Meghan contou que seus amigos a alertaram para a possível abordagem dos tabloides, na época em que conheceu Harry. 

A parlamentar Holly Lynch publicou uma carta assinada por 71 de suas colegas de Parlamento. “Como mulheres parlamentares de todas as persuasões políticas, queríamos expressar nossa solidariedade com você nos posicionando contra a natureza muitas vezes grosseira e enganadora das reportagens impressas em vários de nossos jornais nacionais a seu respeito, seu caráter e sua família”, diz na carta. 

Uma amiga próxima de Meghan chegou a compartilhou a carta em seu Twitter. Entre as interações dos seguidores, uma chamou atenção, Joanne Vitiello, mãe do ex-namorado da monarca, Cory Vitiello, comentou: “Já era hora! (Tão triste e chocante que há tanta inveja, hostilidade e bullying direcionados a ela)”, segundo perfis de fãs clubes de Meghan. O tweet foi deletado da conta da amiga de Meghan.

Leia também: Morre ator John Witherspoon, sogro de Will Smith em ‘Um Maluco no Pedaço”

Harry e Meghan pretendem comprar uma segunda casa fora do Reino Unido

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?