CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Rainha do reggaeton: Karol G foi a cantora mais ouvida no YouTube em 2021

A colombiana foi destaque na plataforma, ficando a frente de grandes nomes estadunidenses, tal como Ariana Grande, Taylor Swift, Billie Eilish

Por Da Redação 16 dez 2021, 20h04

A colombiana Karol G ganhou o status de cantora mais ouvida e vista no YouTube em 2021. Desbancando grandes nomes dos Estados Unidos, a artista acumulou durante o ano mais de 3,11 bilhões de visualizações.

Atrás dela ficaram grandes nomes da indústria musical, tal como The Weeknd, Ariana Grande, Justin Bieber, J. Balvin, Taylor Swift, Billie Eilish, Barões da Pisadinha, Camilo e Maluma.

Parte dos números de Karol veio do sucesso de seu terceiro álbum, KG0516. Lançado em março deste ano, o trabalho foi escrito pela cantora durante a quarentena, após ela abandonar um outro álbum que já estava praticamente pronto. Nele, Karol vai além do reggaeton e do trap latino, misturando ritmos tradicionais colombianos, pop, R&B, bachata e até mesmo country.

Considerado o maior hit do álbum, a trilha Bichota foi a grande aposta da artista para tentar repetir o sucesso alcançado em 2019 pela parceria com Nicki Minaj no hit Tusa. Com êxito, a produção teve mais de 910 milhões de views. Além do hit, ela conseguiu emplacar várias das 16 faixas que compõem o álbum.

Além do sucesso solo, Karol também se destacou pelas parcerias musicais estabelecidas durante o ano com grandes nomes e artistas em ascensão no mercado, tal como Camilo, que foi destaque no Grammy Latino de 2021, Ivy Queen, Mariah Angelic e J Balvin e Anuel AA. 

Continua após a publicidade

A incrível conjunção dos clipes produzidos para o disco e das outras produções realizadas pela cantora durante o ano foram cruciais para que ela conseguisse chegar ao topo.

Oportunidade

Em entrevista ao g1, Karol G, que já fez parceria no passado com a dupla Simone e Simaria e com o cantor Léo Santana, falou sobre a sua carreira e suas percepções sobre a participação feminina no mercado e as mudanças que já ocorreram durante os anos.

“Não é que não tenham muitas, mas que talvez tenha feito falta a oportunidade de expor essas artistas femininas tão grandes e tão talentosas”, disse Karol.

Continua após a publicidade

Publicidade