CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Sexo e comida? Confira dicas para apostar no fetiche

Frutas, legumes e até caldas de chocolate podem ajudar a apimentar a transa

Por Kalel Adolfo Atualizado em 23 jun 2022, 14h45 - Publicado em 24 jun 2022, 08h27

Nunca é tarde para apostar em fetiches e aventuras sexuais para apimentar a relação. Por isso, muitas pessoas acabam trazendo alimentos para a cama. Frutas, legumes e caldas de chocolate podem entrar na brincadeira, transformando a transa numa grande diversão. Mas, calma, que não podemos sair espalhando qualquer comida em nosso corpo, heim? A sexóloga Carla Cecarello, que dá dicas e alertas para quem quer mergulhar na mistura de sexo e comida sem grandes dores de cabeça. Veja a seguir:

Como falar que deseja trazer alimentos para o sexo?

Nem todo mundo está disposto a se jogar em novos fetiches para inovar na cama. Por isso, Carla recomenda abordar o assunto de maneira leve e estratégica: “Diga que você ouviu falar que trazer alimentos pode ser um bom estimulante para o sexo. O ideal é fazer um convite bem descontraído para que os dois possam experimentar isso juntos.”

Abrace a prática de maneira suave: “Comece pegando cachos de uva e colocando na boca um do outro, pois isso já pode elevar a sensualidade da experiência.” A especialista alerta que, apesar de caldas de chocolate e chantilly serem ótimas para a transa, elas podem assustar quem ainda não está acostumado com a combinação.

“Jogar a calda no corpo, lamber e colocar a substância na boca pode ser um início agressivo. Muitos são tímidos e carregam certas travas para se entregar. Por isso, a ideia de servir um ao outro com frutas já contribui para que a pessoa tenha uma primeira impressão positiva, e queira repetir. Vá com calma e apimente a brincadeira pouco a pouco”, aconselha Carla.

Sexo e comida: por que o fetiche é prazeroso?

Para Cecarello, sair completamente dos padrões convencionais de uma relação é extremamente excitante. Além disso, alguns alimentos transmitem uma conotação erótica — como a banana, berinjela, morango e outros. “Essas frutas seduzem e servem como um incentivo para deixar a relação mais quente e imprevisível”, diz a sexóloga.

Mergulhe no fetiche com responsabilidade

A esse ponto, você já deve estar doida para se jogar nessa aventura de misturar sexo e comida. Porém, Carla faz alguns alertas: “O alimento precisa estar bem limpo, principalmente se a intenção for introduzi-lo na vagina ou ânus. Caso contrário, infecções graves, causadas por vírus e bactérias, podem ocorrer.”

Cuidado com bananas e cenouras

Sexy Rihanna GIF - Find & Share on GIPHY

Por mais que soe hilário, a atenção deve ser redobrada com bananas, pepinos e cenouras: “Não é incomum que elas derretam ou quebrem dentro dos orifícios. Alguns pacientes meus foram submetidos a cirurgias para a retirada de frutas e legumes. Então seja responsável, pois dependendo do jeito que entra, às vezes não sai”, brinca.

Continua após a publicidade

Morangos também não são tão inocentes

Joss Whedon Eating GIF - Find & Share on GIPHY

Os morangos — apesar de serem afrodisíacos e símbolos de sedução — também não são boas opções para quem deseja se aventurar na penetração: “Eles possuem sementes, que ficam depositadas e coladas no canal vaginal ou anal. E claro, isso também pode estimular a reprodução de fungos e bactérias”, avisa Cecarello.

Caldas de chocolate e chantilly

Ice Cream Fudge GIF by THE ICE CREAM SHOW - Find & Share on GIPHY

Tanto a calda de chocolate quanto o chantilly podem ser implementados de maneiras bem criativas durante a transa: você pode espalhar a substância no corpo da pessoa e lamber tudo em seguida. Além disso, é possível jogar a calda — sem grandes riscos — no pênis, vagina ou ânus para fazer sexo oral ou um doce beijo grego.

A única contraindicação nesta situação é para pessoas diabéticas: “O ânus e a vagina possuem mucosas que absorvem rapidamente essas substâncias. Ou seja, o açúcar cai diretamente na corrente sanguínea”, alerta.

Confira a temperatura

Por motivos óbvios, não se arrisque com caldas — e até outras comidas — que estejam quentes ou geladas. Sim, o frio em excesso também é prejudicial: “A mucosa dos órgãos genitais é bastante fina, e acabam queimando com facilidade”, esclarece.

Quais alimentos trazer para o sexo?

O céu é o limite: levando em consideração alguns pontos de atenção, é possível se jogar no fetiche sem grandes preocupações. E claro, introduzir os alimentos em áreas erógenas é apenas uma das opções. Você pode utilizar o corpo do próximo como uma espécie de mesa, repleta de alimentos saborosos. Confira algumas dicas:

  • Cerejas (Carla afirma que, em caso de introdução vaginal ou anal, são mais recomendáveis que os morangos, pois não possuem sementes)
  • Caldas de chocolate ou chantilly (Incríveis para o sexo oral ou beijo grego)
  • Alimentos sem lactose (para quem possui doenças mas quer brincar)
  • Sushi (Para serem colocados em cima do corpo da pessoa)
  • Frutas em geral (Com atenção redobrada em casos de penetração)
  • Vinhos (Apesar de não serem alimentos, podem descontrair o casal. A sexóloga recomenda jogar no corpo um do outro, para depois lamber)

Afrodisíacos

Por fim, muitos recomendam comer afrodisíacos — como gengibres, ostras, amendoim, mariscos e até a famosa catuaba antes da transa para aumentar o apetite sexual. A sexóloga revela que isso não passa de um grande mito: “Para potencializar o apetite sexual, a pessoa precisa consumir uma quantidade absurdamente gigantesca desses alimentos por um longo período de tempo. Só assim sentiriam algum efeito. Eles até possuem vitaminas e propriedades que dão energia, mas não necessariamente têm ação direta sobre a libido. Então, não confie em tudo o que lê”, conclui.

Continua após a publicidade

Publicidade