Quem malha trabalha melhor

Desatenção, memória fraca e raciocínio lento estão com os dias contados. A solução para aumentar a sua produtividade é calçar o tênis e treinar!

Procura mais qualidade de vida? Pretende dar um up na saúde e afastar o risco de doenças?  Se você respondeu sim para essas perguntas, já sabe: o caminho é praticar atividade física. Mas os exercícios vêm ganhando espaço, também, na agenda de quem deseja aumentar a produtividade e o rendimento no trabalho. Tem muita gente trocando o salto alto pelo tênis, ao menos por meia horinha, para ganhar mais energia, melhorar o foco, a concentração e até o raciocínio.

Para a empresária Margareth Budziak Molina, da cidade de Lapa (PR), os treinos são fundamentais para recarregar a energia e a disposição. “Malho há mais de 10 anos, já fiz crossfit, jump, zumba, e hoje faço pilates e musculação. Percebo diversos benefícios físicos e emocionais, como o alívio do estresse, aumento da imunidade e da flexibilidade, além de me sentir mais disposta para trabalhar”, conta. Proprietária da empresa Molina 100% Fitness, que revende peças da ​DiCorpo, do Rio Grande do Sul, a empresária ainda encontra nas idas à academia uma ótima oportunidade de negócios. “Visto as peças da marca e acabo conquistando mais clientes que ficam encantadas com a qualidade, a beleza e o preço das peças”.

Coach de Desenvolvimento Pessoal e Profissional, a paulistana Cristina Dias, também é adepta da prática de exercícios para o bem-estar físico e mental. “Procuro frequentar a academia de 5 a 6 vezes por semana. Como tenho flexibilidade de horário, organizo minha rotina para treinar por duas horas, diariamente, mesmo que isso implique em trabalhar até mais tarde ou nos finais de semana. Para mim, malhar é uma necessidade não apenas física, mas também mental, emocional e espiritual. Me sinto mais produtiva, ágil e atenta para resolver com mais assertividade situações que surgem ao longo do dia”, conta.

A ciência explica

Pesquisas recentes realizadas em diversos países indicam que a prática de modalidades cardiovasculares, como correr, pedalar, dançar ou nadar, provoca uma grande melhora na atividade cerebral, em comparação com pessoas que levam uma vida sedentária. Um estudo realizado pela University of Illinois, nos Estados Unidos, concluiu que os treinos estimulam a produção dos neurônios ligados às funções e habilidades cognitivas, como a memória e o raciocínio.

Suar a camisa também aumenta o fluxo sanguíneo em todo o corpo e colabora com a liberação de neurotransmissores como a endorfina, que promove a sensação de bem-estar, melhora o humor e a concentração, além da dopamina, responsável por várias funções cerebrais como atenção, motivação, cognição e aprendizagem. Ou seja, se você está ansiosa ou deprimida, uma caminhada intensa, por meia hora, já pode te deixar mais animada.

Esse aumento do volume sanguíneo também potencializa a oxigenação muscular, com o consequente aumento no pique para trabalhar e realizar outras atividades. É por isso que quanto mais praticamos atividade física, mais dispostas e animadas ficamos, e menos cansaço sentimos.

Quer ganhar uma graninha extra?

 (DiCorpo/Divulgação)

Ser revendedora DiCorpo tem sido um ótimo negócio para quem busca a independência financeira e quer ser dona do seu tempo. De acordo com a empresa, os investimentos iniciais são um dos menores dentro do segmento de venda-direta. Com apenas R$ 89 você adquire o Kit Revendedora para iniciar suas atividades, sem a necessidade de fazer um estoque inicial. Outro ponto positivo: não existe valor mínimo para efetivar um pedido e sim quantidade mínima de 10 peças. Além da lucratividade, que pode chegar a 67% por item, a empresa oferece premiações. E você nem precisa fazer pedidos todos os meses, basta fazer no mínimo um pedido por coleção, lançadas 4 vezes ao ano. Acesse o site da marca e saiba mais.