CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Paredes: qual o revestimento mais indicado?

Conheça os pós - e alguns contras - de tintas neutras, tintas fortes, papel de parede tijolo à vista e madeira e deixe sua casa ainda mais linda

Por Redação M de Mulher Atualizado em 20 jan 2020, 15h44 - Publicado em 28 out 2010, 21h00

Aplique tinta branca sobre o tijolo à vista. Fica lindo!
Foto: Dreamstime

Quem quer renovar o visual da casa certamente enfrenta a dúvida sobre qual o melhor revestimento para sua parede. São várias as opções no mercado, mas nem todas atendem às necessidades. Conheça, então, quais as indicações para 6 diferentes tipos de revestimento. 

TIJOLO À VISTA
Bom para
: ambientes secos. A última moda é aplicar tinta branca sobre o tijolo à vista. Depois de passar duas demãos de látex branco na parede, lixe as beiradas dos tijolos para descascar um pouco da tinta. O efeito é uma superfície com ar de envelhecida, chiquérrima! No caso das áreas externas, o tijolo à vista também é bem-vindo, mas necessita de uma cobertura de resina, que pode ou não alterar a cor. Para as fachadas, o recomendado é manter a cor natural do tijolo, aquele bonito tom de vermelho que vem do barro.

TINTAS NEUTRAS E TEXTURIZADAS
Boas para
: sala, quartos, garagem e fachadas distantes da poluição. As texturas acumulam muito pó e, por isso, devem estar em áreas que recebam pouca sujeira. Escolher uma cor neutra deixa a parede discreta e dá um ar de sofisticação. Experimente pintar todas as paredes de branco e aplicar, em uma delas, uma textura na mesma cor: o resultado é leve e refinado. Use esse recurso para incrementar a parede da cabeceira da cama de casal ou destacar a mesa de jantar, por exemplo.
Evite usar em: cozinha, banheiro com chuveiro e muros externos que recebam fumaça de escapamento. 

PAPEL DE PAREDE 

Continua após a publicidade

Paredes: qual o revestimento mais indicado?

Bom para: lavabo e ambientes secos. Esse revestimento chegou com tudo às lojas e está bem mais acessível. Use modelos decorados para modernizar os cômodos. Aplique sobre a cabeceira da cama, em todas as paredes de um lavabo ou em uma das paredes da sala. Antes de colar o papel, certifique-se de que não haja vazamentos ou umidade nas paredes. Além disso, a superfície deve estar lisinha.
Evite usar em: áreas úmidas internas e áreas externas. Embora existam modelos laváveis, os papéis de parede não resistem ao excesso de água e umidade.

TINTAS LISAS E NEUTRAS
Boas para
: teto, ambientes secos e áreas externas. Procure tintas laváveis, que facilitam a manutenção. Elas podem ser combinadas com uma parede de cor forte ou revestimento vibrante. Num cômodo de quatro paredes, pelo menos duas delas devem ter base neutra. Opte por tons como bege, gelo, areia, palha ou branco.
Evite usar em: áreas úmidas, com muito vapor, como banheiro ou área de serviço. 

TINTAS FORTES, LISAS OU TEXTURIZADAS

Paredes: qual o revestimento mais indicado?

Boas para: lavabo, ambientes secos e paredes em geral. Devem ser usadas com moderação, porque cansam: no mesmo cômodo, adote cores fortes em no máximo duas paredes (o ideal é em uma). A aplicação mais comum é em salas e quartos, mas elas também ajudam a destacar móveis claros. As cores fortes são ideais para fachadas, já que você passa pouco tempo olhando para a área externa da casa. Lavabos também aceitam essas cores porque o tempo de permanência nesses cômodos é pequeno.
Evite usar em: áreas de trabalho como cozinhas e lavanderias. Se você passa mais de uma hora olhando para uma determinada parede, ela jamais poderá ter tons fortes. No caso da sala, pinte de cores vibrantes apenas a parede atrás do sofá.

MADEIRA OU IMITAÇÕES
Bons para
: sala e quartos. Revestimentos de madeira costumam ser caros e devem ser usados com cuidado para não deixar os ambientes pesados e cansativos. Há no mercado muitas alternativas que trazem ao ambiente um resultado semelhante, com custo menor e facilidade de limpeza. É o caso dos pisos laminados que podem ser aplicados em várias superfícies verticais. Uma outra opção para usar um revestimento de madeira na parede é fixar uma placa de MDF revestida com buchas e parafusos diretamente sobre o reboco. Essa solução, além de barata, dá um resultado visual muito satisfatório. De preferência, opte por um tom de madeira claro e diferente do padrão dos móveis.

Continua após a publicidade
Publicidade