9 motivos para descobrir e conhecer o seu corpo

Os benefícios vão muito além do sexo.

Apesar de repetir a frase “descobrir seu corpo” como um mantra, esse ato é, na verdade, como a meditação. Você não estará meditando profundamente por uma hora de repente – isso leva tempo e muita paciência. Entender os sinais que seu corpo dá e conhecer cada parte dele – sexual, física e mentalmente – é tarefa para todos os dias. Ainda bem que as vantagens valem cada segundo gasto!

1. O orgasmo fica muuuuito mais fácil – qualquer um deles.

orange-is-the-new-black

Talvez o primeiro fato irrefutável que você ouviu sobre “descobrir seu corpo” foi sobre explorá-lo sexualmente. Tocar, sentir, experimentar e conhecer as zonas erógenas, pontos mais ou menos sensíveiscomo você gosta é fundamental – para a vida. Seja acompanhada ou sozinha, o orgasmo se torna um milhão de vezes mais simples quando sabemos exatamente como, quando e onde ser tocada.

Veja também: Academia da vagina: ganhe mais saúde e, de brinde, mais orgasmos

2. É mais fácil identificar como funciona o seu ciclo menstrual (e eventuais problemas).

sistema-reprodutorio-feminino

Independente de usar métodos contraceptivos hormonais ou não, seu corpo envia sinais todo mês, sendo cada um deles diferente para os momentos do ciclo. Quando a gente começa a prestar mais atenção nisso, pode identificar sintomas comuns – como as cólicas no período menstrual, a sensibilidade nos seios, o aumento do tesão (sim, é isso mesmo!) – até sinais que podem indicar que você precisa fazer uma visitinha ao seu (ou sua) ginecologista – como ter dor de cabeça no final da menstruação, que pode ser falta de ferro no sangue.

Veja também: Conheça a calcinha que dispensa o uso de absorventes

3. Você não passa por situações que te deixam desconfortável (ou infeliz).

mulher-descontente

Uma das maravilhosas vantagens de conhecer muito bem o seu corpo é que, depois de um tempinho (e alguns erros), você entende o que te faz bem e o que não. Claro que a terapia é uma ajuda muito bem-vinda nessas horas, mas é legal perceber-se em diferentes situações: quando você sai com aquele(a) crush, você se sente mal, desconfortável? Fica pensando em todas as séries incríveis da Netflix que você está perdendo? Fique atenta, amiga: isso é sinal de que você está fazendo algo que não quer. E, às vezes, é mais fácil saber o que a gente não quer, sério.

4. E você se cobra menos por padrões surreais que não condizem com a sua realidade.

mulher-negra-plus-size-yoga

Porque, justamente por conhecer seu corpo, você sabe que isso não se aplica à ele. Isso não vai acontecer da noite para o dia, tenha calma: aprendendo um pouquinho aqui e outro tanto ali, a gente começa a amar mais o templo que habitamos. E aí a coisa começa a ficar interessante, porque você passa a fazer (e pensar) aquilo que condiz com o seu corpo, única e exclusivamente.

5. Você ajusta a alimentação para que ela funcione perfeitamente para o seu corpo.

menino-comendo-feliz

Se tem algo que é horripilante na vida, isso é tentar seguir uma dieta que você mais sofre do que tira proveito. Até porque as pessoas são diferentes (óbvio), têm constituições corpóreas específicas e únicas, como se fosse um DNA da alimentação. A principal vantagem aqui é entender que, caso seja a sua vontade, uma reeducação compensa mais do que passar dias vivendo à base de um queijo ~antes de desmaiar~. E incluindo os nutrientes que seu corpo mais precisa, claro!

6. Dá para saber direitinho quais roupas valorizam mais suas curvas.

mulher-plus-size-vestido-dourado

Esqueça aquelas regras de moda: todo mundo pode usar o que quiser, contanto que sintam-se bem assim. Quanto mais você se olhar no espelho, experimentar coisas novas neste belíssimo corpo que carrega, mais fácil fica de entender quais peças valorizam as partes dele que você mais gosta. A gente sabe que encontrar lojas plus size, por exemplo, pode ser a tarefa impossível do dia, mas não tema: aqui tem uma lista bem grandinha com muitas opções legais para testar!

7. Você percebe com mais facilidade possíveis problemas de saúde.

parks-and-recreation-amy-poehler “Tudo dói e eu estou morrendo”

“Tudo dói e eu estou morrendo” (Reprodução/Giphy)

Ninguém precisa virar médica de repente, porém, saber algumas coisinhas sobre seu corpo pode ser bem interessante. É que, quanto mais a gente sabe, melhor compreendemos o que acontece e, principalmente, quando algo está errado. Autoexame nas mamas, observação do ciclo menstrual, do funcionamento do seu intestino, as pintas na sua pele, a aparência das suas unhas e até mesmo as dores de cabeça são alguns bons exemplos que é legal prestar atenção. É bacana ter um posicionamento melhor na hora de visitar o médico, porque quanto mais você souber sobre si mesma, mais chances de não ter um diagnóstico precipitado (ou não ter).

8. E também sabe quais remédios te fazem bem ou mal.

mulher-meditacao-paisagens

Porque você não é obrigada a usar nada que não se sinta bem – e esse “sentir” é o que seu corpo responde quando você faz qualquer coisa! Escutar os sinais que ele te dá com cada atitude, medicamento ou terapia é o que direciona a forma de tratá-lo.

9. Você descobre e passa a respeitar os seus limites.

americas-next-top-model

Dificilmente, você se encontrará em situações que ultrapassem eles. Não bebe mais tanto (ou não bebe), foge dos exageros que te deixam esquisita no dia seguinte e não força seu corpo a correr 5km quando você mal consegue caminhar por meia hora sem ficar sem fôlego. Porque a gente não precisa disso, não!