O que é leite dourado e quais os benefícios da bebida

Rico em fibras, a receita é vegana e tem propriedades antioxidantes e antinflamatórias

Entre todas as receitas que têm ganhado força nas redes sociais, uma que conquista desde veganos até pessoas que procuram dietas diferenciadas é o leito dourado. Com origem na Índia, o alimento é funcional e virou tendência da alimentação saudável.

Segundo a nutricionista Katia Martins, o leite reduz o risco de doenças crônicas e degenerativas, por conter curcumina, um componente ativo do açafrão que possui ação anti-inflamatória. Além de fornecer os nutrientes presentes em seus ingredientes, ele ainda auxilia no funcionamento do intestino, diminui o nível de açúcar no sangue e protege o fígado.

Leia mais: A importância dos bancos de leite no desenvolvimento de bebês prematuros

Um dos principais ingredientes da mistura é o açafrão-da-terra, ou cúrcuma. A especiaria é a protagonista que tem ação anti-inflamatória e aumenta a capacidade antioxidante, protegendo o organismo dos radicais livres.

Os compostos ativos da cúrcuma não são absorvidos tão facilmente. Porém, quando combinamos a pimenta-do-reino – que tem como substância a piperina – a absorção é potencializada. Essa capacidade melhora ainda mais quando há a junção de um óleo saudável, como o de coco.

Leia mais: Toxina botulínica pode ser usada em rugas, cicatrizes e diminuição de suor

Qual leite usar

Segundo a especialista, o leite dourado deve, de preferência, ser feito com leites vegetais. Nesse sentido, podem ser usados leites de coco, de amêndoas cruas, de castanha, de arroz e por aí vai. “E o mais legal é que, por não conter leite animal, ele é livre de lactose e colesterol”, conta Katia.

Leia mais: Leites vegetais: passo a passo para fazer em casa

Ajuda a acalmar?

Muitas pessoas que narram os benefícios do leite dourado explicam que ele ajuda a relaxar antes de dormir. “Isso não necessariamente é verdade, porque ele não tem nenhuma propriedade calmante. No entanto, pode ser que ele relaxe o corpo, por ter ingredientes de natureza quente”, diz a nutricionista.

Por ser de natureza quente, o Leite dourado acaba se tornando uma ótima bebida para o inverno, podendo ser consumido no café da manhã ou antes de pegar no sono. Ele facilita a digestão e favorece a absorção dos alimentos. Assim, torna-se uma bebida confortante e relaxante.

Leia mais: Desconfie de notícias que suspeitam de vacinas; esclarecemos tudo aqui

Restrições

Por mais que a receita seja leve e muito benéfica, existem algumas restrições. “O leite dourado não é indicado na gravidez, em casos de hepatite aguda e para pessoas com cálculo da vesícula e nos rins”, narra Katia.

Por mais que não seja oficialmente indicado, segundo a nutricionista, o leite é um ótimo alimento para prevenir os cálculos renais. Ainda assim, é importante frisar que alimentos funcionais como o leite dourado apenas são efetivos quando consumidos em uma alimentação balanceada.

Se for feita especificamente com leite animal, a mistura deve ser evitada por pessoas com artrite, artrose e problemas respiratórios, como rinite, sinusite e asma.

Leia mais: Água de coco ganha versão em pó

Receitas

Para fazer a receita, basta misturar o leite escolhido com as especiarias. O óleo de coco, por exemplo, é um ingrediente opcional. Além dele, podem ainda ser adicionados:

  • Gengibre: para potencializar a ação antioxidante, além de melhorar a digestão;
  • Canela em pó: pode ser usada como adoçante e também tem funções antioxidante e de ajuda na digestão;
  • Cardamomo: ajuda na produção da saliva, facilitando a quebra de partículas de alimentos, melhora os movimentos peristálticos e, na medicina chinesa (especialidade de Katia) é usado para problemas como má digestão, enjoo e dores abdominais;
  • Mel: pode ser usado como adoçante (neste caso, a receita deixa de ser vegana, já que é um ingrediente de origem vegetal).

Agora, se a ideia for consumir o leite dourado no verão, uma opção é fazer um smoothie especial. “É só usar uma banana, leite de coco, canela, açafrão da terra, chia e pimenta-do-reino. Fica geladinho e tem os mesmos ativos”, explica a nutricionista.

Na receita mais fria, a chia tem como função agregar consistência, transformando a bebida em um smoothie mais grossinho. Independente da escolha, todavia, “é super importante que essas receitas sejam feitas na hora, para que fiquem frescas e mais potentes”, alerta.

Veja mais: Tatá Werneck está com hiperêmese gravídica; entenda a complicação
+ O que é e como tratar rosácea

Siga CLAUDIA no Youtube