Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Mulheres estão desabafando sobre gordofobia médica e esse tema é urgente

A hashtag #gordofobiamédica está impulsionando o assunto, que ainda é bem pouco debatido.

Por Júlia Warken Atualizado em 16 jan 2020, 10h59 - Publicado em 31 jul 2018, 11h51

Através do Twitter, diversas mulheres estão desabafando sobre situações em que sofreram com a gordofobia médica. Tudo começou a partir de um post feito pela influencer Flávia Durante, que milita pela autoaceitação e pelo fim da discriminação contra os corpos gordos.

O assunto é pouco debatido e sempre – sempre! – gera polêmica. “Ah, mas o sobrepeso traz um monte de problemas de saúde”, dizem, disseram e dirão inúmeras pessoas. E ninguém está afirmando o contrário, só que a questão é bem mais complexa do que isso. Um corpo magro não é necessariamente mais saudável do que um corpo gordo e mais: quando uma pessoa gorda adoece, pode ser que essa doença não tenha nada a ver com peso. Mesmo assim, os desabafos apontam que existem médicos que atribuem todo e qualquer tipo de problema de saúde ao sobrepeso, agindo de maneira negligente no diagnóstico.

E é esse o cerne da questão no debate proposto pelas mulheres que resolveram contar suas histórias. Confira alguns dos depoimentos:

https://twitter.com/leticiarios/status/1024089693149954048

https://twitter.com/AtomicBiribinha/status/1024087621721620480

https://twitter.com/caaaribeir0/status/1024062739516456965

Continua após a publicidade
Publicidade