Meninas de 9 a 11 anos serão vacinadas em campanha contra o HPV

Ministério da Saúde dará início a uma campanha de imunização gratuita para combater o vírus

Meninas entre 9 e 11 anos já podem receber a vacina contra o câncer de colo do útero. Na primeira semana de março, o Ministério da Saúde deu início a uma campanha de imunização contra o HPV. A dose será aplicada em mais de 36 mil salas espalhadas pelo Brasil e a iniciativa pretende vacinar 4,94 milhões de meninas em 2015. A meta é proteger 80% do público-alvo. 

O medicamento contra HPV tem eficácia comprovada para proteger mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus. Hoje, é utilizada como estratégia de saúde pública em mais de 50 países, por meio de programas nacionais de imunização.

“Ela é extremamente segura, uma proteção para a vida. Além de proteger a menina, os estudos mostram que a comunidade também fica protegida. Precisamos contar com a colaboração dos pais e das escolas para conseguir alcançar a nossa meta e começar a escrever uma outra história no nosso País de enfrentamento à essa doença, que é o terceiro tipo de câncer que mais mata as mulheres no Brasil“, reforçou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, durante o lançamento da campanha.

Quem pode tomar

Além de jovens do sexo feminino com idade entre 9 e 11 anos, garotas de 11 a 13 anos que só tomaram a primeira parte no ano passado também podem aproveitar a oportunidade de se prevenir e procurar um posto de saúde para dar prosseguimento ao esquema vacinal. Isso também vale para aquelas que tomaram a primeira aos 13 anos e já completaram 14. É importante ressaltar que a proteção só é garantida com a aplicação das três doses.

Garotas e mulheres com AIDS na faixa etária entre 9 e 26 anos, além de indígenas com idades entre 9 e 13 anos, também recebem o medicamento que passa a ser distribuídos a partir da segunda semana deste mês. 

Para recebê-la, basta apresentar o cartão de vacinação e o documento de identificação. Cada adolescente deverá tomar três doses para completar a proteção. A segunda deve ser tomada seis meses depois, e a terceira, cinco anos após a primeira dose. 

Desde março de 2014, o SUS oferece a vacina quadrivalente, que confere proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia em quem segue corretamente o esquema vacinal.

Sobre o HPV

“O papilomavírus humano (HPV) é um vírus capaz de causar lesões de pele e mucosas e, quando não tratado corretamente pode evoluir para casos de câncer de útero. 

 O HPV pode ser transmitido com uma única exposição, a partir do contato direto com a pele ou mucosa infectada. Sua principal forma de transmissão ocorre via relação sexual, mas também há contagio entre mãe e bebê durante a gravidez ou o parto.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s