CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Indígena de 8 anos é primeira criança a tomar vacina contra Covid-19

O pequeno Davi foi vacinado em um evento simbólico em SP nesta sexta-feira (14) no Hospital das Clínicas. A campanha oficial começa na próxima segunda

Por Sarah Catherine Seles Atualizado em 14 jan 2022, 14h17 - Publicado em 14 jan 2022, 14h14

Davi Seremramiwe Xavante, indígena de 8 anos de idade, foi a primeira criança a receber a dose da vacina infantil contra a Covid-19. A aplicação da dose ocorreu nesta sexta-feira (14) em um evento simbólico promovido pelo governo estadual para inaugurar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos.

O ato foi acompanhado pelo governador João Dória (PSDB), no Hospital das Clínicas, em São Paulo. A campanha nos postos de saúde da capital paulista começa, oficialmente, na segunda-feira (17), segundo as informações divulgadas pela prefeitura. As demais cidades do estado devem seguir com a mesma programação.

A recomendação é que os municípios deem prioridade a crianças dentro da faixa etária com comorbidades, deficiência, indígenas e quilombolas.

vacinação
| Imagem: Governo do Estado de São Paulo/Reprodução

Davi é da etnia xavante do Mato Grosso e hoje vive em Piracicaba, interior de São Paulo, para realizar tratamento de uma doença genética no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, na capital.

“Agradeço a compreensão, visibilidade e diálogo com a questão indígena no estado de SP. Que sejam tomadas as vacinas para os guaranis que moram no litoral. Nós temos que tomar a vacina e não esquecer o uso da máscara, o distanciamento. Com certeza a nova geração estará segura quando as aulas voltarem. Elas estarão com saúde e brincando”, disse o pai do menino, o cacique Xavante Jurandir Seremramiwe, que acompanhou a cerimônia online.

Outras crianças foram vacinadas no evento, como Gianlucca Trevellin, de 9 anos, que tem atrofia muscular espinhal do tipo 1. Valentina Moreira, de 6 anos, e Caio Emanuel Oliveira, de 10 anos, que realizaram transplante de rim, também receberam a vacina.

Além deles, Graziely de Oliveira, de 8 anos, Leonardo Martinez, de 5 anos, Marcelo Gabriel Moreira, de 10 anos, Cauê Henrique dos Santos e Luiz Felipe Barboza, ambos de 11 anos, que possuem síndrome de Down, receberam a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

Continua após a publicidade

Publicidade