Galvão Bueno fez apelo à Globo em favor de Mauro Naves

O jornalista esportivo foi desligado da emissora na última segunda-feira (8)

O jornalista Mauro Naves foi demitido do Grupo Globo na segunda-feira (8) por “questões muito delicadas”, conforme disse a cúpula da empresa. Ao tomar essa decisão, a emissora rejeitou qualquer debate interno – abaixo da alta diretoria – e até mesmo ignorou um apelo de Galvão Bueno.

O narrador, que era amigo pessoal e companheiro do repórter em décadas de cobertura de seleção brasileira, procurou a direção para uma tentativa de reverter o caso. No entanto, o pedido foi negado e a decisão de desligar Mauro, que havia contrato de prestação de serviços até dezembro de 2021, já era certa.

Outras manifestações dos colegas do repórter foram, então, evitadas. Casagrande, que chegou a postar uma mensagem de apoio ao colega no dia do afastamento, não se manifestou sobre o caso, assim como Galvão e como todos os outros jornalistas da casa.

Ao anunciar oficialmente a saída de Mauro, surgiu um novo incômodo interno. Só que, desta vez, sem pedidos ou diálogos com a cúpula. O núcleo dos principais repórteres não aceitou bem a saída de quem eles chamavam de “presidente” – já que estava há 31 anos na casa, com carreira de prestígio. A revolta dominou os corredores da empresa.

A Globo não se pronunciou mais sobre o assunto, uma vez que já tinha se posicionado sobre a saída do jornalista e via o caso como encerrado. Já Mauro mantém o silêncio sobre o caso e alinha os detalhes finais da rescisão que receberá da Globo e da oficialização de sua saída.

Entenda o caso

No início de junho deste ano, o repórter esportivo Mauro Naves, 59 anos, foi afastado das funções na Rede Globo por uma conduta considerada indevida durante o caso Neymar. Na nota, compartilhada ao vivo no Jornal Nacional por William Bonner, a emissora declarou que foi uma decisão de comum acordo.

Na última segunda-feira (8), a Globo anunciou oficialmente a demissão do jornalista e divulgou o seguinte comunicado oficial:

“O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham. O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração”, disse o único comunicado global sobre o assunto.

Síndrome de burnout: Izabella Camargo conta a sua história no podcast “Senta Lá CLAUDIA”