Feminismo será matéria obrigatória em escolas australianas

Meninas e meninos aprenderão sobre igualdade e representatividade de gênero

Em 2013, estudantes da Fitzroy High School, de Melbourne na Austrália, fundaram um coletivo feminista. Com o suporte da professora Briont O’Keeffe, o “Fightback” começou com um pequeno grupo, mas logo alcançou mais de 1.200 seguidores nas redes sociais.

Na expansão, eles também criaram uma espécie de currículo feminista a ser abordado nas escolas. Segundo ele, os estudantes aprenderão sobre igualdade e representações de gênero, lidarão com estatísticas de violência doméstica e refletirão sobre a visibilidade feminina nas mais diversas áreas. A proposta, que conta com mais de 30 lições, estará disponível a partir do fim deste mês para todas as instituições do estado de Victoria.

As matérias serão destinadas a estudantes do sexo feminino e do sexo masculino. Briony O’Keeffe garante que ela está “tentando fazer com que homens e mulheres jovens pensem um pouco mais criticamente sobre os tipos de comportamentos sexistas no cotidiano”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s