CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Brasil registra alta em mortes por dengue nos últimos meses

Dados do Ministério da Saúde apontam que mortes pela doença nos seis primeiros meses já são 130% maiores do que em todo ano de 2021

Por Sarah Catherine Seles 27 jun 2022, 16h47

Antes dos primeiros seis meses do ano acabarem, o Brasil  já registrou 130% mais mortes por dengue do que em todo ano de 2021, como apontam os dados divulgados pelo Ministério da Saúde na última sexta-feira (24). De janeiro a 20 de junho de 2022, 585 óbitos foram registrados, em comparação com 246 no decorrer do último ano.

Além disso, o número também é maior do que em todo ano de 2020, quando a doença deixou um rastro de 574 mortes. Neste ano, os casos aumentaram 196% em relação ao mesmo período do ano passado, com 1.143.041 casos registrados no país. A dengue, transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, possui incidência de 550 casos a cada 100 mil habitantes.

Diferente de outras doenças infecciosas, a prevenção da dengue é um pouco mais simples. O uso de repelente, telas de proteção nas janelas e não deixar água parada são algumas das medidas essenciais. Também é importante fechar bem e manter a caixa d’água sempre limpa, retirar objetos que acumulam água, separar bem o lixo e ficar atenta aos pratos de vasos de planta.

A febre acima de 38ºC de início abrupto, dores de cabeça, no corpo e nas articulações, fraqueza, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele são os sintomas que costumam aparecer nos quadros mais comuns da dengue.

Com 200 mortes, o estado de São Paulo lidera o número de óbitos, de acordo com o ministério. O número já é quatro vezes maior do que o registrado no mesmo período de 2021 e chega  a quase o triplo do total de mortes do último ano, que foi 71. O estado divulgou que 225 mil casos de dengue foram registrados esse ano em São Paulo, enquanto ano passado o total foi de 130 mil.

Santa Catarina é o segundo estado no número de óbitos, registrando 66 mortes pela doença. O Centro-Oeste é a região com maior incidência da dengue, com 1.585,2 casos por 100 mil habitantes, seguido pelo Sul, que contabilizou 968,4 casos a cada 100 mil habitantes.

O município com maior incidência da doença está localizado no estado de São Paulo: Araraquara, com 13.765 casos, taxa de 5.722 casos por 100 mil habitantes. 17 mortes por dengue, na cidade com 240 mil habitantes, já foram registradas este ano. O sistema de monitoramento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que Araraquara está em alerta vermelho.

A prefeitura criou um centro de atendimento destinado exclusivamente para o tratamento da doença no Hospital de Campanha. Agentes de combate a endemias visitam cerca de 30 mil casas por mês em busca de criadouros. Para conscientizar a população, ações de educação são realizadas em escolas pelo Controle de Vetores e da Vigilância em Saúde.

Continua após a publicidade

Publicidade