Advogada larga profissão, vira professora e ganha chá de bebê de alunos

Ela conta que se redescobriu durante uma visita a uma escola e abandonou a advocacia para se dedicar à pedagogia

No dia 27 de novembro, a professora Natália Garcia Leão, de 33 anos, encontrou seus alunos reunidos em uma sala para um motivo muito especial. Grávida de cinco meses, ela descobriu que as crianças tinham preparado um chá de bebê em sua homenagem. A surpresa representou para ela a certeza de que escolheu a profissão certa para sua vida.

Natália tinha uma carreira de advogada consolidada quando percebeu que precisava repensar o futuro. “Eu não era uma pessoa feliz e isso me deixava angustiada. Sempre ia trabalhar desmotivada”, disse ela em uma entrevista ao G1. Ela se redescobriu, aos 28 anos, quando visitou a escola particular onde estudou do maternal ao ensino médio, em Rondonópolis, Mato Grosso, cidade onde nasceu e mora até hoje.

Passados alguns meses da visita, a advogada ingressou no curso de pedagogia e, hoje, está realizada por estar formada e trabalhar na escola. “Parece que tirei um peso das costas depois que descobri que o Direito não era para mim. Agora me vejo como professora de ensino fundamental”, declarou ela. Como se não bastasse tanta felicidade, Natália descobriu, em meados deste ano, que está grávida do primeiro filho.

O chá de bebê organizado pelos alunos, realizado no final do mês passado, foi considerado pela professora como um dos momentos mais importantes que viveu durante o curto período da nova carreira.

A surpresa viralizou nas redes sociais através de uma imagem da professora gravida chorando diante de seus alunos.

 (Reprodução/Facebook)

Segundo a reportagem, Natália só decidiu cursar Direito porque era um dos poucos cursos que tinha em Rondonópolis e ela não queria ir para outra cidade. Porém, no meio do curso ela descobriu que não gostava da área. Ela só concluiu a faculdade pois era particular e seu pai já tinha investido dinheiro.

Depois de atuar na área durante cinco anos, ela se sentiu muito desmotivada e buscou alternativas de carreira. Enquanto ela estava estudando para os cursos, uma prima quis visitar o lugar em que ela e Natália estudaram na infância. “Senti uma energia diferente. Sempre gostei muito de crianças, mas não tinha noção de que gostava tanto assim”, disse a advogada.

 (Reprodução/Facebook)

Natália é casada há três anos e ela e o marido queriam ter filhos desde o início do relacionamento, mas ela queria esperar para concluir o curso de Pedagogia. Segundo ela, seus alunos passaram a ser mais cuidadosos com ela a partir do momento em que souberam que ela estava grávida. “Eles não me deixavam abaixar. Se caía algo no chão, eles mesmos pegavam. Além disso, pararam de levar doces para mim e começaram a levar somente frutas, porque falavam que eu só poderia comer coisas saudáveis.”, contou Natália.

Em homenagem à professora, as mães das crianças se uniram através do WhatsApp e organizaram um chá de bebê surpresa. No intervalo da aula, a coordenadora da escola chamou a professora e os alunos e ao chegar na sala onde havia sido preparada a surpresa, Natália não conseguiu conter a emoção. “Comecei a chorar quando vi que era um chá de bebê. Me emocionei ainda mais quando as crianças colocaram as mãos em direção à minha barriga e começaram a fazer uma oração.”.

Os pequenos, além de tudo, entregaram presentes e desenhos em homenagem a ela e ao filho. A surpresa foi um dos últimos eventos do ano letivo da turma. Em 2019, Natália não deve continuar como professora fixa de nenhuma turma, devido à licença-maternidade, que deve começar em março.

Leia também: Garotinho cego se emociona ao “ver” Papai Noel

Bebê que sensibilizou as redes sociais morre no aniversário da mãe

Siga CLAUDIA no Instagram