Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Nepal quer proibir viagens de mulheres com até 40 anos ao exterior

Segundo o governo do país, a medida tem por objetivo proteger as mulheres do tráfico humano

Por Da Redação 26 fev 2021, 17h37

Diversos protestos estão ganhando força no Nepal. O motivo? Uma nova lei no país quer proibir mulheres de viajarem para o exterior sozinhas e sem autorização familiar. Segundo o governo local, a medida tem por objetivo protegê-las do tráfico humano, que atingiu cerca de 35 mil mulheres nepalesas entre 2018 e 2019.

Caso a medida seja aprovada, viajantes do sexo feminino, com até 40 anos, precisarão da autorização da família e do governo para realizar viagens até a África e Oriente Médio, por exemplo.

A proposta, que está parada no Departamento de Imigração do país há uma semana para aprovação, sofre com a contra argumentação feita através dos protestos. As manifestações defendem que impedir a circulação de mulheres nepalesas a outros países é um “atentado contra a igualdade“.

No Twitter, uma manifestante escreveu que “nos últimos dois anos e meio, aproximadamente 7 mil mulheres foram estupradas no Nepal, mas o governo enxerga problema apenas nas viagens para o exterior.”

Por comportar o monte Everest, o Nepal recebe por ano milhares de turistas. No entanto, apesar de tantas medidas de acolhimento internacional, o país segue atrasado com relação aos direitos das mulheres.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade