Macaulay Culkin fala sobre a relação com Michael Jackson

"Ele era hilário, doce e charmoso", disse o ator sobre o ícone pop

O ator Macaulay Culkin, 38 anos, disse em entrevista ao podcast ‘Inside of You’ do ator Michael Rosenbaum que se tornou amigo de Michael Jackson ainda na juventude e que o ícone pop era “hilário, doce e charmoso”. Culkin comentou ainda sobre a relação com a família e as drogas.

Leia também: Macaulay Culkin revive cenas do icônico ‘Esqueceram de Mim’ após 28 anos
Ator Caio Junqueira sofre acidente e é internado em estado grave

O ator da franquia Esqueceram de Mim conta que Michael teria se aproximado para proteger e dar suporte a ele. “Ele estendeu a mão para mim porque muitas coisas grandes estavam acontecendo rapidamente comigo, e eu acho que ele se identificou com isso”, explica Culkin.

“Ninguém na minha escola católica tinha ideia do que eu estava passando e ele era o tipo de pessoa que passou pela mesma coisa louca, e queria ter certeza de que eu não estava sozinho”, acrescentou.

Em relação às críticas sobre a diferença de idade entre eles, Culkin disse que “é fácil dizer que era [uma amizade] estranha, mas no final não era, porque fazia sentido.”

DROGAS

Questionado sobre o uso de substâncias químicas, afirmou que já se interessou por elas, mas que nunca se entregou às drogas e nem usou heroína. Sobre as demais drogas,  Macaulay diz que gosta de “provar tudo até certo ponto”.

Em 2004, o ator foi preso após a polícia parar seu carro por excesso de velocidade e encontrar maconha, Clonazepam e Xanax (Alprazolam) em seu carro. Segundo ele, naquele dia, não havia tantas notícias para publicar e por isso sua prisão foi manchete.

RELAÇÃO FAMILIAR

Culkin contou que seu pai era um homem complicado e que não era uma pessoa amorosa. “Sinceramente, ele era um bastardo malvado. Ele não deveria ter sido pai”. Segundo o ator, os pais acreditavam em castigos corporais e chegaram a agredi-lo com um cinto e uma espátula.