CLIQUE E ASSINE A PARTIR R$ 6,90/MÊS

Juliana Paes fala sobre Caminho das Índias

A atriz curte sua primeira protagonista numa novela das 9: Maya

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 09h52 - Publicado em 12 jan 2009, 21h00

“Eu me sinto muito bonita mesmo”, 
diz a morena
Foto: Rafael Campos

A coletiva de imprensa para o lançamento de Caminho das Índias, na terça 6, não deixou dúvida: Juliana Paes, definitivamente, virou uma estrela. Dezenas de jornalistas a cercavam, enquanto fotógrafos se acotovelavam para clicar a protagonista da próxima trama das 9. Um cordão de isolamento a levou à mesa do café-da-manhã para a musa poder beber água em paz. Quase no final do evento, Juliana, visivelmente cansada, murmurou: “Estou meio tonta”. Tonta, feliz e… “Superansiosa”, como confessou durante o bate-papo. “Estou louca para a novela ir ao ar, porque acho que é uma responsa… Até porque A Favorita é muito bacana, boa de assistir”, diz Juliana, que abandonou o elenco do atual sucesso (ela fez a Maíra na história de João Emanuel Carneiro) para ser o principal nome da trama de Gloria Perez, que estreia na segunda 19. 

Confira fotos dos principais personagens de Juliana Paes!

A troca, ao que parece, foi mais do que acertada. No clipe de Caminho das Índias, exibido à imprensa, Juliana Paes surgiu no telão como uma verdadeira deusa indiana. “Deslumbrante”, “linda”, “maravilhosa” foram alguns dos adjetivos usados na hora de cumprimentar a estrela. E a atriz não se fez de rogada. Em vez de lançar mão daquela falsa modéstia tão usada nessas horas, Juliana abriu um sorriso doce e disparou: “Ah, eu me sinto muito bonita mesmo!” Não, gente, também não foi um ataque de convencimento (se bem que a moça até poderia tê-lo, já que está com tudo em cima). “O figurino só vem acrescentar. O brinco, criado pela nossa figurinista, Emilia Duncan, e os adornos da cabeça são muito bonitos. É ótimo a gente poder se enfeitar. Mexe com a nossa deusa Lakshmi (da fortuna, beleza e prosperidade)”, brincou a musa, demonstrando estar em perfeita sintonia com a cultura indiana.

Sucesso merecido

 

Continua após a publicidade

O caminho foi longo até chegar ao posto mais cobiçado da TV brasileira (protagonista da trama das 9 da Globo). A carreira começou tímida – com uma pequena participação em Laços de Família (2000) –, mas seis novelas e uma minissérie depois… “Cada passo me ajudou a chegar até aqui”, explica a intérprete de Maya, que não esconde a satisfação pela vitória. “A gente sempre quer ter bons personagens. E conseguir um numa novela da Gloria, de quem sou superfã… Ser uma mocinha romântica é um presente divino”, admite.

Encarnar a indiana que se apaixona por um rapaz (Bahuan, vivido por Márcio Garcia) tido como inferior na sociedade em que vive deu trabalho. “Fizemos aulas de ioga, introdução ao puja, que são as oferendas, os rituais que eles fazem para as divindades, aulas e dança bollywoodiana (coreografia dos musicais feitos nos estúdios cinematográficos da Índia, chamados Bollywood) e gestual indiano”, lista.

Índia, um capítulo à parte

 

Continua após a publicidade

No país asiático, Juliana Paes (e parte do elenco) passou um mês, gravando cenas que aparecerão ao longo da trama (algumas vão ao ar depois do capítulo 100). E pôde conferir o resultado de seu esforço para viver Maya. “Lá, pensavam que eu era indiana mesmo, do Norte da Índia, onde o pessoal tem a pele mais clara. Eu tenho ascendência árabe”, revela.

Apesar do trabalho duro, Juliana conseguiu tempo para ir às compras. “Trouxe um monte de coisas, porque tudo é muito bonitinho, barato… A gente compra e não sabe nem para quê (risos)”, conta a atriz, que recheou a bagagem de colchas, panos para botar no sofá, sáris (vestido típico) etc. Juliana voltou tão encantada, que, para ela, é até difícil falar sobre a viagem: “A Índia tem alguma coisa de mágica… A gente não sabe explicar e, sempre que se tenta, fica meio clichê mesmo, meio piegas, mas é verdade. Existe alguma magia na Índia que só quem vai lá consegue entender”.

Continua após a publicidade

Publicidade