CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Fina Estampa: Tereza Cristina é filha de uma prostituta

A verdadeira mãe da vilã morreu e ela foi adotada por uma família milionária

Por Redação M de Mulher Atualizado em 17 jan 2020, 08h01 - Publicado em 18 jan 2012, 21h00

Segredo de Tereza Cristina é revelado por Antenor à imprensa
Foto: TV Globo/Divulgação

O que todo mundo quer saber já tem resposta: o segredo de Tereza Cristina (Christiane Torloni) está ligado à sua infância. Ela foi adotada pela irmã da então milionária Íris Buarque de Siqueira (Eva Wilma), depois que sua verdadeira mãe, Carlota Valdez, morreu. Para quem não está associando o nome à pessoa, Carlota foi a personagem interpretada por Betty Faria, em Suave Veneno (1999). Mulher recatada durante o dia e um furor do sexo à noite. Ela tinha até uma “arma” especial para seduzir os homens: fazia uma posição especialíssima, “o inominável” – que até hoje não se sabe como é. De certo mesmo é que, segundo Íris diz a Alice (Thaís de Campos), Carlota Valdez tinha ascendência espanhola.

E, enquanto toda essa história, com mais detalhes sórdidos, não chega à primeira página do Diário de Notícias – já que Antenor (Caio Castro) conta tudo a um repórter do jornal -, Tereza Cristina resolve visitar o túmulo da mãe. Ela diz a Crô (Marcelo Serrado) que vai ao cemitério colocar flores no jazigo da família. Nada disso: segue diretamente para frente de uma lápide simples, de cimento, que tem apenas o nome de Carlota Valdez, e grita: “Maldita! Você devia ter morrido antes de me dar a vida!” Joga as flores no chão e pisoteia tudo.

Mas a Funesta de Alexandria – novo apelido de Crô para a patroa nesse momento – não imaginava que o pior estava por vir. Ali, mesmo, no cemitério…

Continua após a publicidade

Publicidade