Em documentário, Charlie Sheen é acusado de estuprar ator de 13 anos

O ator Corey Feldman afirma, com detalhes, que Sheen estuprou seu melhor amigo, Corey Haim - morto em 2010, aos 38 anos

Charlie Sheen é uma figura que já se envolveu em diversos escândalos e um dos mais graves de seu currículo acaba de voltar à tona. Ele é acusado de ter estuprado Corey Haim, ator que ficou conhecido nos anos 1980 por filmes como “Os Garotos Perdidos”e “Sem Licença Para Dirigir”.

Haim morreu em 2010, aos 38 anos, mas essa história é narrada no documentário “(my) Truth: The Rape Of 2 Corey’s”(minha) verdade: o estupro de 2 Corey’s, em tradução livre. No filme, que foi lançado essa semana nos estados Unidos, Corey Feldman fala a respeito de estupros sofridos por ele e Haim – seu antigo melhor amigo – quando ambos eram estrelas mirins. Sempre lembrado por “Conta Comigo” e “Os Goonies”, Feldman atuou com Haim em diversos filmes.

Corey Haim, Heather Graham e Corey Feldman no cartaz de “Sem Licença para Dirigir”

Corey Haim, Heather Graham e Corey Feldman no cartaz de “Sem Licença para Dirigir” (Sem Licença para Dirigir/Divulgação)

Em “(my) Truth” o ator afirma que ele e o amigo foram estuprado nos anos 1980 e fala que ambos foram vítimas de um grupo de pedófilos que abusava de atores mirins na época. Feldman diz que trabalhou três anos no documentário e que visa chamar a atenção das pessoas para crimes de pedofilia.

No filme, ele cita Charlie Sheen e diz que o astro de “Two and a Half Men” estuprou Haim durante as filmagens do filme “A Inocência do Primeiro Amor”, de 1986. Na época, Sheen tinha 19 anos e Haim tinha 13.

“Isso não foi uma coisa do tipo que aconteceu uma vez. Isso não foi algo como: ‘Ah, por falar nisso, isso aconteceu’. Ele deu muitos detalhes. Ele me disse: ‘Charlie me curvou entre dois carros, passou óleo nas minhas nádegas e me estuprou em plena luz do dia’. Qualquer pessoa poderia ter passado, qualquer um poderia ter visto”, diz Feldman no documentário.

A acusação não é novidade. Em 2017, Charlie Sheen chegou a negar as denúncias feitas contra ele pelo ator Dominick Brascia. Na época, a mãe de Corey Haim também disse que a história era mentira.

Essa também não é a primeira vez que Sheen é acusado de um crime. Diversas mulheres já denunciaram o ator por violência doméstica. Em 1990, ele deu um tiro em Kelly Preston, que era sua noiva na época, mas o ator alegou ter sido um disparo acidental. Já em 1994 e 2009, ele chegou foi preso, acusado de espancar as mulheres com quem estava se relacionando nesses respectivos anos.

%d blogueiros gostam disto: