Clique e assine com até 75% de desconto

Claudia Raia fala sobre ter sofrido assédio sexual na adolescência

"Que bom que hoje a mulher tem voz para falar o que sofreu", disse Claudia após o relato. Ainda adolescente, ela foi assediada por um coreógrafo

Por Da Redação Atualizado em 9 nov 2020, 12h00 - Publicado em 9 nov 2020, 12h30

Para comemorar seus 35 anos de carreira, Claudia Raia está lançando dois livros: uma biografia e um compilado de fotos. Ao Fantástico, ela deu uma entrevista cheia de detalhes sobre a vida pessoal e profissional. Ao relembrar a temporada que passou em Nova York na adolescência, falou sobre o assédio sexual que sofreu.

Aos 13 anos, Claudia ganhou uma bolsa de estudos no respeitado American Ballet Theatre. Ela morou sozinha em Nova York e, aos 17, já estava de volta ao Brasil. Foi nos Estados Unidos que o assédio aconteceu, quando Claudia ainda era adolescente.

“Era um coreógrafo americano que tinha uma relação ótima com a minha mãe. Nesse domingo fatídico, ele entrou no meu quarto para me perguntar como estavam indo os meus estudos, as minhas aulas. E ele colocou a mão na minha perna. Só que a mão ficou e a mão foi subindo”, conta Claudia.

Ela diz que ficou atordoada com a situação. “Imediatamente, eu peguei a mala que eu vi ali na frente, coloquei umas roupas e saí pelo Harlem [bairro de Nova York], completamente perdida”.

Em seguida, Claudia falou sobre como as coisas mudaram de lá para cá, pois hoje as mulheres estão falando mais sobre violência sexual. “É um assunto muito atual e que bom que hoje a mulher tem voz para falar o que sofreu”.

Continua após a publicidade
Publicidade